Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Advogado paga fiança e deixa cadeia após oferecer banana a funcionária negra

Data: / 272 views
Advogado paga fiança e deixa cadeia após oferecer banana a funcionária negra

Testemunhas confirmaram a injúria racial do homem à funcionária da Azul após uma discussão no check-in

Um advogado passou sexta-feira, 4, preso após ser acusado de injúria racial por oferecer uma banana a uma funcionária negra no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, na região metropolitana da capital mineira. Conforme a Polícia Civil, o homem pagou fiança de R$ 3 mil e foi liberado por volta das 21 horas da Delegacia de Plantão do município de Vespasiano. 

Outros passageiros confirmaram à polícia que, após uma discussão no check-in da companhia aérea Azul, no início do dia, o homem retirou a banana da bagagem e entregou à atendente. A funcionária denunciou o caso à delegacia da Polícia Federal do aeroporto, que prendeu o advogado já dentro do avião, após ele embarcar. 

O homem, que não teve a identidade revelada pela polícia, chegou a ser levado à Superitendência da PF em Belo Horizonte e, depois, foi encaminhado à Polícia Civil. Ele deve responder em liberdade ao inquérito policial por injúria racial. A pena prevista pelo Código Penal é de multa e reclusão de um a três anos - muitas vezes estabelecida pela Justiça em regime aberto ou semiaberto.

 

 Denúncias de racismo e injúria racial são as que mais crescem no Disque 100O perfil das vítimas de injúria racial mostra que a maioria (54,87%) é mulher, entre 25 a 35 anos (28%), de cor parda ou preta Foto: Tânia Rego/Agência Brasil

Bibiana Borba, O Estado de S.Paulo

 

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados