Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Anticorpo super potente contra covid-19 tem bons resultados

Data: / 253 views
Anticorpo super potente contra covid-19 tem bons resultados

As injeções desse anticorpo em pessoas no início dos sintomas do vírus podem reduzir os riscos de ele avançar para algo mais grave

Enquanto uma vacina contra o novo coronavírus não fica pronta, os cientistas e pesquisadores ao redor do mundo vêm tentando encontrar alguma forma de, pelo menos, minimizar os efeitos do vírus nos seres humanos. Além dos medicamentos testados, como a dexametasona e o remdesivir, outra forma de prevenção são os anticorpos. No começo deste mês, a companhia canadense Eli Lilly começou os testes em seres humanos de um tratamento do tipo.

Um estudo feito pelo Instituto de Pesquisa Scripps, nos Estados Unidos, encontrou um anticorpo super potente que pode funcionar contra a covid-19 em testes com animais e culturas de células humanas. Basicamente, as injeções desse anticorpo em pessoas no início dos sintomas do vírus podem reduzir os riscos de ele avançar para algo mais grave.

Para chegar a esse resultado, os médicos da Universidade da Califórnia em San Diego, também nos EUA, colheram amostras sanguíneas de pacientes que haviam se recuperado de casos médios e graves do SARS-CoV-2, enquanto os pesquisadores na Scripps desenvolveram células que imitavam os receptores usados pela doença para chegar nas células humanas. De tal forma, os cientistas conseguiram isolar mais de mil células imunes que produzem anticorpos, sendo que cada uma produzia um tipo diferente de anticorpo contra o novo coronavírus. Então partiram para os testes em hamsters e provaram que o bloqueio foi eficiente para evitar que os animais contraíssem a doença. Tudo isso foi descoberto em menos de sete semanas. Eles também descobriram que um dos anticorpos é capaz de neutralizar, inclusive, a SARS-CoV, que causou um surto entre os anos de 2002 e 2004 na Ásia.

Os anticorpos são uma boa opção por sua capacidade de neutralizar a habilidade do vírus de infectar as células do corpo humano. Depois de identificados, podem ser produzidos em massa — uma abordagem que já foi adotada com sucesso em outros casos, como para tratar o vírus do Ebola.

Agora os cientistas seguem para fases mais avançadas do testes e, se tudo der certo com outros animais e os testes em pessoas forem bem sucedidos, os novos anticorpos super potentes poderão ser usados em janeiro do ano que vem.

Segundo os pesquisadores, eles também podem ser usados para a fabricação de uma “vacina temporária” para profissionais da área de saúde, pessoas idosas e outros integrantes do grupo de risco que foram expostas ao coronavírus.

Mais de 130 vacinas estão sendo produzidas contra a covid-19 no momento. Algumas, mesmo em fases mais avançadas que as outras, como é o caso da Coronavac, feita pela chinesa Sinovac, que está entre as fases um e dois de produção. Segundo a agência Bloomberg, mais de 90% das pessoas que receberam doses da vacina produzida pelo laboratório produziram anticorpos contra a covid-19 num intervalo de 14 dias.

Até o momento, nenhuma terapia ou vacina tem aprovação clínica ou aval da Organização Mundial da Saúde para ser aplicada especificamente a pacientes infectados pelo novo coronavírus.

- EXAME - Por Tamires Vitorio

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados