Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Anunciada descoberta de nova espécie de antepassado do tiranossauro rex

Data: / 125 views
Anunciada descoberta de nova espécie de antepassado do tiranossauro rex

Fragmento de fóssil do animal que viveu há 230 milhões de anos foi localizado em sítio arqueológico e apresentado em jornal internacional. Ele teria cerca de 2 metros de comprimento e pesaria em torno de 9 kg.

'Caçador vermelho do Rio Jacuí' foi estudado e reconstituído por pesquisador da UFSM — Foto: Márcio L. Castro

 

O paleontólogo da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) Rodrigo Temp Müller apresentou uma nova espécie de um antepassado do tiranossauro rex e do velociraptor, descoberto no Sítio Niemeyer, em Agudo, na Região Central do Rio Grande Sul.

Erythrovenator jacuiensis viveu há 230 milhões de anos, no período triássico, durante a ascensão da era dos dinossauros, segundo pesquisador, que atua no Laboratório de Paleontologia no Centro de Apoio à Pesquisa Paleontológica da Quarta Colônia, da UFSM.

Pesquisador fala sobre nova espécie de dinossauro descoberta em Agudo
Pesquisador fala sobre nova espécie de dinossauro descoberta em Agudo
 

Um fragmento ósseo fossilizado de uma perna do animal foi descoberto em 2017, e o estudo sobre ele, apresentado recentemente no Journal of South American Earth Sciences. É o quarto dinossauro descoberto em Agudo.

A pesquisa e a reconstituição do animal mostram que ele era menor do que os parentes mais famosos: teria cerca de 2 metros de comprimento e pesaria em torno de 9 kg.

 

"Entretanto, apesar do tamanho pequeno, ele provavelmente foi um predador ágil, uma vez que o fêmur preserva estruturas de inserção muscular bastante desenvolvidas", explica o Müller.

 

Animal é antepassado do tiranossauro rex e do velociraptor — Foto: Divulgação

Animal é antepassado do tiranossauro rex e do velociraptor — Foto: Divulgação

 

'Caçador vermelho do Jacuí'

 

O animal recebeu o nome de Erythrovenator jacuiensis que significa “caçador vermelho do Rio Jacuí. É uma referência à coloração avermelhada do fóssil e ao rio próximo a localidade onde ele foi descoberto.

Pertencente da linhagem dos terópodes, ele seria um dos mais antigos representantes do grupo já descobertos. O pesquisador salienta que os animais dessa linhagem ainda são raros.

Além disso, vêm de uma camada fossilífera nova, já que outros animais descobertos nela eram desconhecidos.

"Alguns destes animais correspondem a parentes dos mamíferos. Desta maneira, é possível que o Erythrovenator jacuiensis tenha caçado alguns dos precursores dos mamíferos".

- Por Janaína Lopes, G1 RS - 

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados