Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Após 123 dias internada, grávida com morte cerebral dá à luz gêmeos

Data: / 1028 views
Após 123 dias internada, grávida com morte cerebral dá à luz gêmeos

Moradora de Contenda, na Grande Curitiba, Frankielen também deixa uma filha de 2 anos

Uma jovem de 21 anos deu à luz gêmeos, mesmo depois de ficar internada por 123 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital do Rocio, em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba. Frankielen Zampoli morreu na madrugada desta quarta-feira (22). Ela teve morte cerebral decretada após um acidente vascular cerebral (AVC) em outubro do ano passado. Após o nascimento das crianças com 27 semanas, a família autorizou a doação de órgãos. A cirurgia foi na madrugada desta quarta (22).

Moradora de Contenda, na Grande Curitiba, Frankielen também deixa uma filha de 2 anos. Nas redes sociais, amigos e familiares exaltam o “milagre” que permitiu o nascimento das crianças e lamentam a morte da garota. O caso é considerado raro e seria o único no mundo com gravidez gemelar (de gêmeos) de mãe com morte encefálica em que as crianças nasceram com saúde.

Após 123 dias internada, grávida com morte cerebral dá à luz gêmeos

Até hoje, o tempo máximo de uma grávida em morte cerebral mantida viva seria de 107 dias, na Argentina. De acordo com um artigo científico publicado no British Medical Journal, no mundo todo houve 30 casos em que 12 bebês sobreviveram de mães que foram mantidas vivas por aparelhos.

Em junho de 2016, conforme o portal Publico, nasceu em Portugal uma menina com 32 semanas, em um caso em que a mãe ficou internada por 55 dias com morte cerebral. Naquele caso, segundo nota divulgada pelo hospital, trata-se do período mais longo registrado em Portugal de sobrevivência de um feto em que a mãe teve morte cerebral.

1f31083f-7168-423b-b698-68d4cc9648a5

Nesta quinta-feira (23), às 9h, a equipe de médicos especialistas do Hospital do Rocio, onde o caso é confirmadamente inédito, deve apresentar os detalhes do procedimento realizado no Paraná.

Amigos da família Franklelen e funcionários do hospital estão surpresos com a história que consideram uma façanha médica e ao mesmo tempo uma ‘dádiva’. “Um milagre como esse mostra que qualquer coisa é possível. Temos agora que respeitar a dor da família pela perda dessa mãe”, disse uma funcionária do hospital.

Frankielen é velada no Cemitério Central de Contenda desde às 6 horas desta quarta-feira. “É com muita dor que comunico a todos que hj minha querida Frankielen Zampoli foi morar no céu. Foi uma guerreira lutou o máximo para conseguir gerar seus anjinhos e deixar conosco como presente, agradeço a todos que oraram e que continuam orado por nós. obrigada!!! Velório na capela do cemitério central de Contenda apatir 6 hr dá manhã”, escreveu a mãe da jovem no Facebook. (PARANÁ PORTAL)

 

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados