Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Após vencer câncer, tataravó de 89 anos realiza sonho de saltar de paraquedas: 'Estava no mundo da lua'

Data: / 140 views
Após vencer câncer, tataravó de 89 anos realiza sonho de saltar de paraquedas: 'Estava no mundo da lua'

Aposentada não deu ouvidos aos filhos e netos, que temiam a aventura. Salto foi autorizado por médicos. Ela completa 90 anos em setembro.

Theresa Gerage Polloni, de 89 anos, realizou neste domingo (13) o sonho de saltar de paraquedas. O presente de Dia das Mães mais esperado e radical da vida da aposentada de Piracicaba (SP) veio apesar do medo dos filhos, netos e bisnetos. Dona Theresa, no entanto, nunca teve dúvidas. Para quem superou um câncer de útero aos 85 anos, pular das alturas foi apenas mais um desafio.

 

"Foi maravilhoso. Não tenho palavras, gostei. Me sinto feliz, graças a Deus", resume a aposentada.

 

Logo após o salto, Theresa já estava brincando com a situação. "Não tive tontura, não tive ânsia, não tive nada, nem vontade de fazer xixi", comemora.

Antes de marcar o salto, ela passou por uma bateria de exames. Foram testes no coração, rins, pulmão, sangue e até boca. Os resultados positivos e o fato de não ter diabetes e nem problemas de pressão deram o aval médico necessário para a realização do sonho.

 
Aposentada de 89 anos chegou ao solo sorrindo após salto  (Foto: André Ramos Rodrigues/Atmos Paraquedismo)Aposentada de 89 anos chegou ao solo sorrindo após salto (Foto: André Ramos Rodrigues/Atmos Paraquedismo)
 

Só que, para uma mulher de 89 anos que teve 10 filhos, 18 netos, 22 bisnetos e uma tataraneta bebê que ela ainda não conhece, o convencimento precisa superar as questões médicas. Uma das filhas dela, a aposentada Vera Lúcia Polloni, de 61 anos, afirma que toda a família estava receosa, mas foi impossível evitar. "A gente ficou muito apreensiva. Quando ela põe alguma coisa na cabeça dificilmente a gente consegue tirar".

"Ela fala 'eu vou, eu posso e eu consigo'. Então é complicado. Mas tudo que ela fez até hoje na vida dela deu certo, nada deu errado", conta a filha.

 

Segundo a filha, Dona Theresa, que é viúva, sempre trabalhou com serviços gerais e, após a aposentadoria, manteve a energia para realizar as atividades. A tataravó também sempre praticou esportes e conta que já foi campeã de bocha e participou de atletismo.

Um neto dela, Junior Novaes, de 41 anos, se entusiasmou com a ideia e também saltou neste domingo.

 
Aposentada de 89 anos realiza sonho de saltar de paraquedas  (Foto: André Ramos Rodrigues/Atmos Paraquedismo)Aposentada de 89 anos realiza sonho de saltar de paraquedas (Foto: André Ramos Rodrigues/Atmos Paraquedismo) 

 

Sonho adiado

Dona Theresa conta que o sonho de saltar sempre existiu, mas era adiado para dar lugar a outras questões pessoais. Em 2013, quando descobriu o câncer de útero, chegou a cogitar que nunca mais teria a oportunidade de realizá-lo.

Como a intervenção cirúrgia seria de alto risco por causa da idade da aposentada, foi feito um tratamento de radioterapia e acompanhamento médico por três anos, quando recebeu alta. A cura, que já dura quase dois anos, trouxe de volta a vontade de "voar". No dia 15 de setembro, a aposentada vai completar os 90 anos.

 

"Parece que eu estava no mundo da lua. Eu vi de tudo", relatou após o salto.

A idade não permite que ela caminhe por Piracicaba como na juventude. O salto foi, também, a oportunidade de rever todos os pontos que dão saudade. Durante a entrevista à EPTV, afiliada da Rede Globo, ela elencou o que viu lá do alto.

"O Rio [Piracicaba], passa lá perto, eu vi ele todo. A cidade inteira, coisa que eu não vejo, [porque] não saio muito. Fiquei feliz completamente", explica.

 
No avião, Theresa Polloni aguardava para realizar sonho de saltar  (Foto: André Ramos Rodrigues/Atmos Paraquedismo)No avião, Theresa Polloni aguardava para realizar sonho de saltar (Foto: André Ramos Rodrigues/Atmos Paraquedismo)

 

O salto

O salto foi marcado há duas semanas e, desde então, planejado com cuidado pela empresa de paraquedismo escolhida pela família. O líder da equipe e instrutor que saltou com Dona Theresa, Alexandre Braz, relata a tranquilidade da aposentada.

 

"Ela se comportou muito bem, ela realmente queria fazer isso, a gente teve todo um cuidado especial, foi uma operação realmente direcionada como requer um salto para uma pessoa de quase 90 anos. Eu que levei [saltei], mas tinha profissionais em volta, assessorando, até mesmo no avião."

 

A aposentada, o neto e a equipe de paraquedismo decolaram de avião por volta de 9h40. Alexandre e Theresa saltaram às 10h. Foram cerca de 40 segundo de queda livre antes da abertura do paraquedas. O salto foi de uma altura de 4 mil metros.

Dona Theresa mostra gratidão com o instrutor. "Um bom companheiro, me protegeu muito. Fui bem protegida".

Segundo Braz, a aposentada foi a pessoa mais velha com quem ele já saltou. Ele tem 26 anos de experiência. "Eu já saltei com [pessoas de] 80 e poucos anos, mas ela com certeza foi a com mais idade que a gente já saltou aqui".

Segundo a filha, o salto foi um presente da empresa de paraquedismo. Ela afirma que a família se surpreendeu com a surpresa. O paraquedista André Ramos Rodrigues saltou e registrou em vídeo a aventura de Theresa. 

O neto que a acompanhou na aventura perguntou assim que encerrou o salto se ela encararia novamente. A resposta não poderia ser mais entusiasmada. "Topo", resumiu.

Aposentada sorri momentos antes do salto de paraquedas  (Foto: André Ramos Rodrigues/Atmos Paraquedismo)Aposentada sorri momentos antes do salto de paraquedas (Foto: André Ramos Rodrigues/Atmos Paraquedismo)
 
Por Arthur Menicucci, Joice Starke, Ronaldo Oliveira, G1 Piracicaba e EPTV - 
- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados