Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Atriz de 'Chiquititas' relata ter vivido um relacionamento abusivo: 'Me anulei da vida por 4 anos'

Data: / 215 views
Atriz de 'Chiquititas' relata ter vivido um relacionamento abusivo: 'Me anulei da vida por 4 anos'

Renata Del Bianco disse que perdeu 20 quilos e ficou depressiva após abusos psicológicos do ex-companheiro

Renata Del Bianco, atriz que interpretou Vivi em Chiquititas, fez uma publicação no Instagram relatando que passou por um relacionamento abusivo (saiba reconhecer os sinais) há alguns anos e como isso afetou sua autoestima e seu corpo.

A atriz disse que perdeu 20 quilos após a pressão do ex-companheiro e mostrou um antes e depois. "Vivi um ano e pouquinho em um relacionamento abusivo que me tornou isso que vocês podem ver na foto da esquerda. Não é para ninguém aqui sentir raiva da pessoa, até porque eu não sinto – sinto pena, pois sei que uma pessoa como ele só vai se relacionar ou sendo abusivo ou sofrendo por alguma mulher fria e cruel. mas creio que seu destino é ser solitário pelo resto de sua vida", disse Renata na legenda.

Ela disse que, quando o conheceu, se apaixonou rapidamente. "Ele me fez sentir a mulher mais especial da humanidade, a mais sortuda por encontrar um homem lindo, inteligente e que cuidava de mim como uma princesa. Ele me levou para os melhores lugares do mundo! Aos poucos, me entreguei de corpo e alma e me tornei uma marionete na mão dele. Tudo começou com: 'As mulheres que admiro se vestem dessa forma'. Mas olha que fofo, ele me dava as roupas de presente. Você deixaria de usá-las? 'As mulheres com quem eu casaria pesam tantos quilos e tem X de altura'. E lá fui eu, ladeira abaixo. Comecei com 5 quilos, 10 quilos, 15 quilos e lá cheguei aos 20 quilos a menos do que quando começamos a namorar. Não foram só os quilos que perdi. Perdi minha liberdade de escolha, pois minhas vontade eram muito 'infantis' ou 'inferiores ao padrão de vida' do rapaz", relatou.

Ela disse que amigos e familiares a alertaram sobre o comportamento do rapaz, mas ela não conseguia aceitar e achava que tudo era inveja. Então, ela começou a procurar ajuda psicológica, tomar antidepressivos e conseguiu se livrar do ex-companheiro abusivo. "Nunca esqueçam: ninguém te ama mais do que você mesmo!", finalizou.

- Redação - O Estado de S.Paulo -

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados