Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

ATUALIZADO: 'Não sabia o que fazer', diz motorista do Samu que encontrou filho morto

Data: / 1751 views
ATUALIZADO: 'Não sabia o que fazer', diz motorista do Samu que encontrou filho morto

Jovem de 21 anos morreu em acidente no domingo (26), em Ponta Grossa. Pai descobriu morte do filho ao chegar ao local da batida com socorristas.

ATUALIZADO AGORA

"Fiquei perdido, não sabia o que fazer", contou, nesta segunda-feira (27), o motorista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Flávio Simões. No domingo (26), ele descobriu que o filho Kennedy Simões, de 21 anos, estava morto ao atender a um acidente em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná.

Flávio contou que quando estava saindo para trabalhar, horas antes do acidente,  Kennedy estava chegando em casa. "Eu não tinha ideia do que ia acontecer, não esperava por isso", relatou.

Além disso, quando chegaram fazer o  atendimento, Flávio disse que reconheceu a motocicleta do filho. "Quando cheguei ao local, reconheci a moto e depois vi o corpo dele ao lado dela; tive a sensação de que era ele mesmo, mas que eu poderia estar enganado", comentou.

Kennedy perdeu a vida quando a moto que ele pilotava foi atingida por um carro, na Avenida Visconde de Mauá, no bairro Oficinas. O motorista do veículo, segundo informações da Polícia Militar (PM), estava embriagado e com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa.

O homem, de 55 anos, foi preso em flagrante. Entretanto, horas depois, pagou uma fiança de R$ 3 mil e foi liberado. Ele deve responder por embriaguez ao volante e por homicídio culposo em liberdade.

Protesto
Familiares, amigos e colegas de profissão fizeram uma manifestação para lembrar a morte de Kennedy na manhã desta segunda-feira (27), próximo ao Mercado Municipal. De acordo com o pai da vítima, o objetivo do protesto é para que outros pais não sofram futuramente pela mesma causa.

"A gente espera que após essa manifestação, as leis sejam mais severas", enfatizou. Em seguida, em carros e em motos, eles passaram por várias ruas da cidade buzinando.

ATUALIZADO: Família, amigos e colegas de profissão fizeram protesto nesta segunda-feira (27) (Foto: Cristiano Barbosa/aRede/Jornal da Manhã)

NOTÍCIA 26/02/2017

Um motorista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, descobriu que o filho estava morto ao atender um acidente de trânsito na Avenida Visconde de Mauá, na madrugada deste domingo (26).

De acordo com o Samu, o motorista seguia com a equipe para atender uma vítima após uma batida entre um carro e uma moto. Ao chegar no local, o socorrista descobriu que a vítima era filho dele. O rapaz, que tinha 21 anos, já estava morto quando o Samu chegou para o atendimento.

A Polícia Militar (PM) informou que o motorista do carro envolvido no acidente estava bêbado. Ele fez o teste do bafômetro que apontou a presença de 1,16 ml de álcool por litro de ar expelido. Além disso, conforme a PM, o motorista dirigia com a carteira de habilitação suspensa.

O homem foi preso por embriaguez ao volante e homicídio culposo. A Justiça arbitrou fiança de R$ 3 mil, mas até as 11h55 deste domingo ele não havia pago o valor e continuava preso. (G1 Paraná)

Motorista do Samu descobre que filho está morto ao atender acidenteMotociclista morreu após bater contra carro em avenida de Ponta Grossa, na madrugada deste domingo (26) (Foto: Cristiano Barbosa/aRede/Jornal da Manhã)

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados