Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Baseado na obra-prima de Don DeLillo, o filme, ignorado pelo público e pela crítica, é uma das melhores produções da história da Netflix

Data: / 223 views
Baseado na obra-prima de Don DeLillo, o filme, ignorado pelo público e pela crítica, é uma das melhores produções da história da Netflix

A visão da vida como uma jornada plena, sempre marcada pelos desafios que lhe conferem profundidade e significado, está intrinsicamente ligada à liberdade individual, que permanece inalienável.

Esta liberdade, em última análise, está relacionada ao livre-arbítrio, permitindo ao ser humano buscar tanto a redenção quanto enfrentar adversidades. As mais profundas angústias e os sonhos mais doces do ser humano derivam dessa liberdade, que se manifesta de maneiras diversas, refletindo a complexa e plural natureza humana, rica em revelações e enganos.

A batalha entre a vida e a morte é invariavelmente melancólica e sem vitória, revelando a fragilidade e a indiferença humanas frente a um mundo que pode continuar sem nós. A humanidade muitas vezes ignora sua insignificância em um vasto mecanismo, persistindo em ações destrutivas que desconsideram a realidade e as evidências gritantes. A maldade daqueles que se disfarçam de benignos aumenta a sensação de perigo e traição, ainda que, paradoxalmente, continuemos a alimentar a destruição, flutuando acima da realidade concreta.

O filme “Ruído Branco”, uma comédia de absurdos dirigida por Noah Baumbach, aborda esses temas com maestria. Baumbach, conhecido por seu olhar perspicaz sobre a natureza humana, utiliza elementos de seus trabalhos anteriores, como “História de um Casamento”, para explorar a paranoia que define a humanidade. Adam Driver, protagonista de ambos os filmes, lidera uma narrativa que mergulha na essência humana, encaixando-se perfeitamente no cinismo de Don DeLillo, autor do romance que inspira o filme.

O livro de DeLillo, escrito há 35 anos, mostra-se profético ao tratar do medo de um desastre ambiental e químico, refletindo preocupações contemporâneas. No filme, Driver interpreta Jack Gladney, um professor universitário que, em meio a pandemias, busca proteger sua esposa, Babbette, interpretada por Greta Gerwig, e seus filhos.

A personagem Denise, vivida por Raffey Cassidy, serve como um oráculo para a família. A trama revela, no terceiro ato, segredos sobre o relacionamento de Jack e Babbette, ligados a um misterioso comprimido chamado Dylar, que são mais aterrorizantes do que qualquer ameaça química ou viral.

Dessa forma, “Ruído Branco” não só explora as angústias e absurdos da vida contemporânea, mas também reflete a eterna luta do ser humano contra forças que estão além de seu controle, destacando a ironia e a complexidade da existência.


Filme: Ruído Branco
Direção: Noah Baumbach
Ano: 2022
Gêneros: Drama/Comédia/Aventura
Nota: 9/10

REVISTA BULA - POR HELENA OLIVEIRA EM FILMES - 01/06/2024 - 15:13

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados