Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Bendine volta a ser condenado em ação anulada pelo Supremo

Data: / 91 views
Bendine volta a ser condenado em ação anulada pelo Supremo

Decisão do juiz federal Luiz Antônio Bonat estabelece que o ex-presidente da Petrobras e do BB cumpra 6 anos e 8 meses de reclusão

Bendine ficou preso entre julho de 2017 e abril de 2019 - Rodolfo Buhrer/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Após ter sua condenação anulada pelo STF (Supremo Tribunal Federal), o ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil Aldemir Bendine voltou a ser considerado culpado pelos mesmos crimes, de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Na decisão, assinada pelo juiz federal Luiz Antônio Bonat, substituto de Sergio Moro na Lava Jato, estabelece que Bendine cumpra 6 anos e 8 meses de reclusão.

Como Bendine já ficou entre 31 de julho de 2017 e 10 de abril de 2019, a pena imposta por Bonat é 33,3% superior aos 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão estabelecido pela 8ª TRF4 (Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região). De acordo com o juiz, o período em que o ex-presidente passou na prisão "deve ser considerado como efetivamente cumprido".
 

Em seu depoimento, realizado em novembro de 2017,  André  Gustavo disse que entregou dinheiro em espécie a Aldemir Bendine e negou que tenha recebido quaisquer valores lícitos da Odebrecht.

Em agosto do ano passado, a Suprema Corte entendeu que Bendine teve seu direito de defesa cerceado no andamento da ação sentenciada por Moro. Na ocasião, a defesa do ex-presidente da Petrobras alegava que seu cliente não conseguiu se manifestar após as acusações feitas por delatores da Odebrecht.

A anulação fez com que a força-tarefa da Lava Jato em Curitiba estimar que a decisão da Suprema Corte poderia levar à anulação de outras 32 sentenças envolvendo 143 dos 162 réus condenados.

- Do R7 - 

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados