Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Brasil tem melhor dia e ganha sete ouros no Pan, quatro na canoagem

Data: / 91 views
Brasil tem melhor dia e ganha sete ouros no Pan, quatro na canoagem

Além dos ouros, atletas brasileiros conquistam duas pratas e seis bronzes no domingo, País segue no segundo lugar no quadro de medalhas

Foto: Ana Sátila conquistou dois ouros no Pan-Americano - Divulgação/COB

 

O domingo do Brasil foi marcado pelas conquistas de sete medalhas de ouro, duas de prata e seis de bronze nos Jogos Pan-Americanos. Com isso, segue em segundo lugar no quadro de medalhas, atrás somente dos Estados Unidos.

A canoagem slalom foi o grande destaque do dia em Lima, foram quatro medalhas de ouro, duas com Ana Sátila e duas com Pedro Gonçalves, e uma de bronze com Felipe Borges. Omira Estácia chegou a ficar com a prata na categoria canoa 1, mas foi punida e perdeu o segundo lugar.

Ouro e bronze na maratona aquática 

Ana Marcela confirmou o favoritismo e conquistou seu primeiro ouro nos Jogos Pan-Americanos. A brasileira chegou de nadar os 10 km cerca de 30 segundos antes da segunda colocada, a argentina Cecilia Biagioli. Viviane Jungblut conquistou o bronze para o Brasil.

Prata e vaga olímpica no hipismo

A equipe brasileira de CCE (concurso completo de equitação) conseguiu boas notas na prova de saltos no último domingo e ficou com a medalha de prata. Os campeões foram os atletas dos Estados Unidos. Com o pódio a equipe garantiu uma vaga nas Olimpíadas de Tóquio-2020. No individual, Carlos Parro conquistou a medalha de bronze. 

Prata e Bronze na marcha atlética

As provas de atletismo recomeçaram neste domingo e o Brasil conquistou duas medalhas nos 20km da marcha atlética. Érica Sena foi a primeira a competir nas ruas de Lima. A brasileira liderou quase toda a prova, mas teve três punições e teve de parar por dois minutos. Com isso, chegou em terceiro lugar, atrás da colombiana Lorena Arenas e da peruana Gabriela Garcia.

No masculino, Caio Bonfim completou a prova em segundo lugar e vai levar para a esposa, Juliana Bonfim, a medalha de prata. O campeão foi Brian Pintado, do Equador, e o bronze ficou com José Barrondo, da Guatemala.
Caio volta a competir no domingo (11), último dia dos Pan, na prova dos 50 km da marcha.

Tênis masculino conquista ouro depois de 12 anos

João Menezes venceu o chileno Thomás Barrios por 2 a 1, com parciais de 7/5, 3/6 e 6/4 e conquistou o lugar mais alto do pódio aqui em Lima. O Brasil não conquistava o ouro desde o Pan do Rio de Janeiro, em 2007.

No feminino, Carol Meligeni encerrou sua participação no Pan com uma derrota para a paraguaia Veronica Cepede e terminou em quarto lugar.

Chloé ganha segundo ouro do surfe brasileiro e Nicole fica com o bronze

A surfista carioca Chloé Calmon faturou mais uma medalha de ouro para o Brasil na modalidade. Ao vencer a peruana Maria Fernanda Reyes na categoria longboard, ela foi campeã e fechou a passagem do surfe brasileiro com quatro medalhas: os ouros de Chloé e Lena Guimarães, a prata de Vinnicius Martins e o bronze de Nicole Pacelli, também na manhã do domingo, que perdeu na semifinal diante da colombiana Isabella Gomez e ficou com o terceiro lugar.

Seleção masculina de handebol decepciona e cai nas semis

O foco era a medalha de ouro e a vaga nos Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio. No entanto, os jogadores da seleção brasileira masculina de handebol não contavam com a ótima atuação do Chile, principalmente do goleiro Felipe Barrientos, com 19 defesas. O placar por 32 a 29 marcou a queda do Brasil, que disputará o bronze diante do México.

Ginástica rítmica conquista mais um bronze para o Brasil

Apesar de cometer uma falha grave durante a apresentação com as bolas, o conjunto brasileiro da ginástica rítmica subiu novamente um degrau no pódio. Nas competições individuais por aparelho, o Brasil passou em branco nas disputas com o arco e as bolas.

Na disputa do 3º lugar do vôlei, Brasil leva o bronze

Após a trágica queda nas semifinais diante de Cuba, os brasileiros minimizaram a triste eliminação com mais uma boa atuação diante do Chile, na disputa pela medalha de bronze no ginásio Polideportivo Callao. Por 3 sets a 0, o Brasil venceu com facilidade e garantiu seu lugar no pódio. O destaque da partida ficou para o ponteiro Kadu que, com 18 pontos, foi o principal pontuador do jogo.

- Alexandre Garcia, Carla Canteras, Guilherme Padin, do R7, de Lima, no Peru - 

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados