Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Casal vende brigadeiro para casar e ouve preconceito: 'Falam que não é trabalho'

Data: / 745 views
Casal vende brigadeiro para casar e ouve preconceito: 'Falam que não é trabalho'

Leandro Nicolas e Mariana Oliveira usaram as redes sociais para contar sobre o preconceito vivido nas ruas de Cubatão.

Dois jovens moradores de Cubatão (SP) recorreram à venda de brigadeiros nas ruas para conseguir o dinheiro necessário para se casar. Leandro Nicolas de Oliveira, 21, e Mariana Silva de Oliveira, 19, fizeram sucesso na internet depois de usarem as redes sociais para relatar casos de preconceitos vividos nas ruas da região durante a venda dos doces.

As postagens feitas sobre o casal, nas mais variadas páginas, passam dos 2 mil compartilhamentos. Os jovens alegam que sofreram preconceito das pessoas por estarem vendendo brigadeiro para poderem se casar. O caso ganhou rapidamente a web, que apoiou a causa de Leandro e Mariana.

Leandro conta que o casal está junto há cinco anos e, desde 2015, sonha em se casar. Por isso, pensou, há cerca de um mês, em uma alternativa para conseguir realizar seu sonho. “Sou estagiário em uma empresa e recebo salário mínimo. Não dá para casar desse jeito. Por isso, pensamos em vender brigadeiro. A nossa iniciativa surgiu assim”, disse.

Casal vende brigadeiro para casar e ouve preconceito: Caixas personalizadas foram feitas pelo casal (Foto: Arquivo Pessoal)

A ideia começou a ganhar forma e popularidade. Depois das vendas pelas ruas do bairro onde moram, eles começaram a expandir a venda. “A iniciativa começou a ganhar corpo. Confeccionei camisas e fomos ganhando visibilidade. As pessoas começaram a nos reconhecer nas ruas”, falou Leandro.

O projeto, porém, teve algumas adversidades. Durante o processo de venda, o casal afirma que foi alvo de preconceito de pessoas que caminhavam pelas ruas. “As pessoas acham que não é um trabalho. Isso não deixa de ser um trabalho, mas tiram sarro, muito sarro. Isso não nos abala. Seguimos firme”, completou o noivo.

De acordo com Mariana, a ideia já vem ajudando nos planos do casal que, inclusive, tem data marcada para o casório. “Nós arrecadamos 20% do que precisamos. Temos até o casamento para arrecadar um pouco mais. Como está marcado para o dia 10 de junho, temos fé que tudo dará certo”, explicou.

Casal vende brigadeiro para casar e ouve preconceito: Brigadeiros têm feito sucesso nas ruas de Cubatão (Foto: Arquivo Pessoal)

- G1 Por João Paulo de Castro, G1 Santos

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados