Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Catador de recicláveis desmaia na rua e é 'vigiado' por seus cães até a chegada do socorro

Data: / 119 views
Catador de recicláveis desmaia na rua e é 'vigiado' por seus cães até a chegada do socorro

Dois cachorros ficaram ao lado do homem durante 30 minutos e chegaram a avançar em quem tentava ajudar. Paramédicos também tiveram dificuldade em fazer atendimento em Assis

Cãozinho ficou o tempo todo ao lado de seu dono enquanto o catador de latinhas ficou desmaiado em rua da Vila Triângulo, em Assis — Foto: Thaís Brandão/Arquivo pessoal

Um catador de recicláveis de Assis (SP) recebeu um “atendimento” diferenciado depois de passar mal nas ruas da Vila Triângulo, onde recolhia latinhas.

Após desmaiar e cair no asfalto, o homem foi cuidado e vigiado por seus dois cães vira-latas, que ficaram o tempo todo ao lado do homem, ora lambendo seu rosto, ora avançando em quem tentava se aproximar.

Quem flagrou a cena e decidiu registrar foi a dona de casa Thais Brandão. Ela conta que o caso aconteceu na noite do dia 30 de novembro. Ela escutou o barulho e acionou o socorro do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), diz que se surpreendeu com a cena inusitada e resolveu registrá-la com fotos.

 

“Quando escutei o barulho das latinhas caindo no chão, fomos ver o que aconteceu e já percebemos o homem caído no asfalto com seus cães ao lado. Eles [os cães] ficavam lambendo o dono, acho que pra ver se ele reagia”, explicou Thais.

 

Paramédicos do Samu tiveram dificuldades para se aproximar do catador porque cães avançavam contra quem se aproximava — Foto: Thaís Brandão/Arquivo pessoalParamédicos do Samu tiveram dificuldades para se aproximar do catador porque cães avançavam contra quem se aproximava — Foto: Thaís Brandão/Arquivo pessoal
 

A dona de casa relatou ainda que tentou ajudar o homem, conhecido na região como “Alemão” ou “Xuxa”, mas os cães reagiam com agressividade e avançavam em quem se aproximava.

Segundo a moradora, a situação persistiu por cerca de 30 minutos, até a chegada do resgate. Os paramédicos do Samu também tiveram dificuldades para se aproximar do homem desmaiado porque os cães atacavam.

 
Os dois cães permaneceram o tempo todo ao redor do home caído: "São como se fossem meus filhos" — Foto: Thaís Brandão/Arquivo pessoalOs dois cães permaneceram o tempo todo ao redor do home caído: "São como se fossem meus filhos" — Foto: Thaís Brandão/Arquivo pessoal
 

Quando a equipe conseguiu afastar os animais, o homem acordou e se levantou. Aos atendentes do Samu, alegou que teve apenas “uma queda de pressão”, mas que estava bem. Ele se recusou a ser levado para o hospital.

Ainda na calçada, Alemão recebeu um prato de comida da sogra de Thais, Renata Xavier, que também providenciou potes de ração para os dois cães protetores do catador de recicláveis.

 

“Foi emocionante ver essa relação dele com seus cães, são verdadeiros companheiros. O Alemão nos disse que tem duas filhas que não conversam com ele, mas que os cães são seus verdadeiros filhos”, conta Thais.

 

 
Renata Xavier conversa com Alemão, que não larga seu companheiro, após ele se recuperar do desmaio — Foto: Thaís Brandão/Arquivo pessoalRenata Xavier conversa com Alemão, que não larga seu companheiro, após ele se recuperar do desmaio — Foto: Thaís Brandão/Arquivo pessoal
 
Moradores do bairro observam o catador desamaido e seu cão: exemplo de fidelidade — Foto: Thaís Brandão/Arquivo pessoalMoradores do bairro observam o catador desamaido e seu cão: exemplo de fidelidade — Foto: Thaís Brandão/Arquivo pessoal
 
 - Por Sérgio Pais, G1 Bauru e Marília — Assis, SP -  
 
- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados