Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Cientistas revelam eletrodoméstico que poderia aumentar disseminação do coronavírus

Data: / 242 views
Cientistas revelam eletrodoméstico que poderia aumentar disseminação do coronavírus

Estudo de cientistas chineses revela que os sistemas de ventilação e de ar condicionado, sobretudo em restaurantes, podem ser mais um meio transmissor do novo coronavírus.

Aparelhos de ar condicionado estão pendurados em fachadas de edifícios de todas as cidades (Foto: Pixabay)

A pesquisa, da autoria de uma equipe de dez cientistas chineses, foi publicada na revista do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC, na sigla em inglês) e indica que o ar condicionado pode ser um vetor para a propagação do coronavírus SARS-CoV-2.

Com a abertura gradual de escritórios, restaurantes e outros lugares públicos, que possuem geralmente sistemas de climatização, aumenta o risco de disseminação do vírus, indica o estudo, que analisou um caso de infecção em cadeia em um restaurante.

O estudo incidiu sobre o caso de dez pessoas de três famílias que haviam estado no mesmo restaurante climatizado em Guangzhou, na China. Uma das famílias tinha acabado de chegar de Wuhan, província de Hubei, China, berço do surto.

Estudo muito interessante publicado na revista do CDC, de um paciente contaminado mas assintomático, que acaba infeccionando através do fluxo do ar condicionado

O estudo sugere que a direção do fluxo de ar do ar condicionado foi o fator chave na infecção de nove pessoas por uma só, sentadas em mesas diferentes nesse mesmo restaurante, que não tinha janelas, mas estava equipado com sistema de ventilação.

"Para evitar a propagação do novo coronavírus nos restaurantes, recomendamos reforçar o monitoramento do controle de temperatura, aumentando a distância entre as mesas e melhorando a ventilação", indica o estudo.

No entanto, os próprios cientistas alertam para as limitações da pesquisa. Concluíram que "neste surto, a transmissão de gotículas foi provocada pela ventilação com ar condicionado. O fator chave para a infecção foi a direção do fluxo de ar".

Questionado sobre o problema, Daniel Camus, infectologista do Instituto Pasteur, mostra-se cauteloso em relação ao estudo, assegurando que "por enquanto, a única coisa cientificamente comprovada por evidências experimentais é que existe um efeito aerossol no quarto de um paciente doente. Não foi demonstrado que os sistemas de ventilação, ar condicionado ou ventilação possam apresentar qualquer perigo particular", disse, citado pelo jornal francês Ouest-France.

No entanto, chama a atenção para a importância do bom estado dos sistemas de ventilação, que deveriam estar sempre bem limpos.(Sputnik Brasil)

- Jornal do Brasil - Segunda-feira, 27 de abril de 2020 Fundado em 1891 -

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados