Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Corpo de mulher morta a tiros pelo ex dentro de ônibus é enterrado em Marília

Data: / 427 views
Corpo de mulher morta a tiros pelo ex dentro de ônibus é enterrado em Marília

Sepultamento de Elisabete foi às 10h30 no Parque das Orquídeas. Ex-marido se matou após o crime e vai ser enterrado no mesmo cemitério.

O corpo da mulher de 35 anos que foi morta a tiros pelo ex-marido dentro de um ônibus, no distrito de Padre Nóbrega, foi velado e enterrado na manhã desta quarta-feira (29) no Cemitério Parque das Orquídeas, em Marília (SP).

O enterro de Elisabete Aparecida Porta Raimundo foi realizado às 10h30. Já o ex-marido dela, Cristiano Rodrigo Raimundo, que se matou após cometer o crime, está sendo velado no Velório Municipal e vai ser enterrado no mesmo cemitério do sepultamento de Elisabete, também Parque das Orquídeas, porém, no período da tarde, às 17h.

 
Corpo de mulher morta a tiros pelo ex dentro de ônibus é velado em Marília — Foto: TV TEM/ReproduçãoCorpo de mulher morta a tiros pelo ex dentro de ônibus é velado em Marília — Foto: TV TEM/Reprodução
 
Corpo de mulher morta a tiros pelo ex dentro de ônibus é velado em MaríliaCorpo de mulher morta a tiros pelo ex dentro de ônibus foi velado em Marília
 

Segundo a polícia, Elisabete estava a caminho do trabalho, por volta de 5h30, quando o ex-marido dela entrou armado no coletivo.

Testemunhas relataram à polícia que Cristiano chegou a arrastar a mulher para fora do ônibus, mas ela conseguiu voltar ao veículo. Em seguida, o criminoso a colocou sentada na escada e atirou na cabeça dela.

 
Motorista relata correria antes de mulher ser morta a tiros dentro de ônibus em Marília — Foto: TV TEM/ReproduçãoMotorista relata correria antes de mulher ser morta a tiros dentro de ônibus em Marília — Foto: TV TEM/Reprodução
 

O motorista do ônibus relatou momentos de desespero e correria no coletivo, que estava com passageiros, antes do crime. O funcionário contou que o criminoso entrou no veículo, gritou para abrir as portas e efetuou o primeiro disparo.

Após o crime, a polícia informou que o criminoso fugiu de carro e se matou com um tiro na cabeça dentro do veículo, na Avenida República, no Bairro Palmital. Elisabete tinha um filho de 10 anos de um relacionamento anterior.

 
Suspeito se matou na Avenida República após o crime, em Marília — Foto: Priciele Venturini/TV TEMSuspeito se matou na Avenida República após o crime, em Marília — Foto: Priciele Venturini/TV TEM
 

 

Investigação

 

Segundo a polícia, Cristiano não aceitava o fim do relacionamento com Elisabete, que já tinha uma conseguido na Justiça uma medida protetiva contra o ex-marido.

O criminoso respondia dois processos recentes na Justiça, um por ter ameaçado Elisabete e outro por descumprimento da medida protetiva.

 
Segundo a polícia, suspeito é ex-marido da vítima e crime está sendo tratado como feminicídio em Marília — Foto: TV TEM/ReproduçãoSegundo a polícia, suspeito é ex-marido da vítima e crime está sendo tratado como feminicídio em Marília — Foto: TV TEM/Reprodução
 

Segundo a delegada da Delegacia de Defesa da Mulher, Viviane Sponchiado, os dois estavam em um relacionamento recente de cerca de 4 meses.

"Pedimos uma medida protetiva para Elisabete em dezembro, porque ela chegou dizendo que foi ameaçada de morte e tinha medo porque o marido já tinha cometido outros crimes. Nós pedimos e a medida foi deferida pela Justiça e estava válida”, lamenta.

Além dos crimes recentes, Cristiano respondeu processos e foi condenado por homicídio e duas tentativas de homicídio. Os crimes aconteceram entre os anos de 2000 e 2004 em Vera Cruz e Marília.

- Por G1 Bauru e Marília - 

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados