Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Criador da bioginástica ensina: respiração é a base de tudo

Data: / 181 views
Criador da bioginástica ensina: respiração é a base de tudo

Aos 82 anos, Orlando Cani ainda dá palestras e acaba de lançar livro

Orlando Cani é cultuado pelos alunos e atletas de primeiro time que treinou – gente como Bernardinho, Fernanda Keller, Rickson Gracie e Flavio Canto, entre outros. Criador da bioginástica na década de 1980, aos 82 anos o professor ainda dá palestras e cursos, e acabou de lançar o livro “Bioginástica & Yoga”. “Quis sistematizar os ensinamentos de décadas de trabalho e mostrar algo novo, que fosse além da questão da física, porque cada vez mais as pessoas estão buscando saúde e equilíbrio no campo espiritual”, afirma. Cani diz que seu método “é a meditação em movimento”. A bioginástica se fundamenta na ioga, mas reúne exercícios físicos a dança, kempô e tai chi chuan. Utiliza os movimentos dos animais para, segundo ele, não nos esquecermos de que também somos bichos: “a bioginástica deve estimular o aluno a uma reflexão corporal”, explica. O livro se propõe a compartilhar lições que beneficiem corpo e mente, com base num tripé: respiração, relaxamento, concentração. “A base de tudo é a respiração e nunca é tarde para começar”, ensina. “Os exercícios de respiração e relaxamento levam a um estado meditativo, de silêncio interior”. A expiração é especialmente importante, porque recupera o indivíduo do cansaço. Quanto mais prolongada, mais estimula o sistema parassimpático, favorecendo o relaxamento físico e mental.

 
Orlando Cani: aos 82 anos, criador da bioginástica acaba de lançar livro (Foto: Mariza Tavares)Orlando Cani: aos 82 anos, criador da bioginástica acaba de lançar livro (Foto: Mariza Tavares)
 

Faça uma experiência: sente-se numa cadeira ou poltrona, relaxado, com os pés apoiados no chão. Inspire pausadamente contando o tempo: um, dois, três (quatro se der). Depois expire também contando o tempo. “A cada expiração, solte o corpo, para perceber as partes que estão mais tensionadas. Isso é começar a se ouvir. Quem medita é um observador de suas próprias reações. E o silêncio dentro de mim possibilita que eu possa refletir, trabalhar meu intelecto e meu espírito”, diz o professor, completando: “o próprio estado de ânimo é regulado pelo ritmo de respirar. Através da respiração são harmonizadas todas as funções do organismo”.

Ele enfatiza a importância do fortalecimento dos músculos conforme envelhecemos, mas é contra o exagero: “devemos nos exercitar porque a vida moderna nos leva ao sedentarismo. Usamos controle remoto, escadas rolantes, carros automáticos. O corpo não foi feito para ficar parado, mas precisa ser respeitado”.

 

O criador da bioginástica formou-se em educação física e foi bicampeão mundial de pentatlo militar e campeão carioca de ginástica olímpica na década de 1960. Abraçou a ioga perto dos 25 anos e de lá para cá foram 11 viagens à Índia. Garante que a meditação é a chave para uma vida melhor e que a ioga deve ser vista como uma educação integral do ser, porque engloba físico, emocional, mental e ético. Um dos meus trechos preferidos do livro trata das chamadas virtudes negativas que devemos desenvolver. São “negativas” porque exigem de nossa parte renúncia, disciplina, restrição. Aqui vão elas:

Ahimsa: não violência física e mental

Satyam: não mentir sob nenhum pretexto

Asteyam: não roubar (engloba o que diz respeito à honestidade)

Brahmacharya: não cometer excessos no sexo

Aparigraha: não invejar, desapego

- G1 - Por Mariza Tavares, Rio de Janeiro -  

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados