Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Cristian Cravinhos é preso suspeito de agredir mulher e tentar subornar policiais no interior de SP

Data: / 262 views
Cristian Cravinhos é preso suspeito de agredir mulher e tentar subornar policiais no interior de SP

Condenado por morte dos pais de Suzane Richthofen está em liberdade desde agosto de 2017, quando conseguiu o benefício de cumprir pena em regime aberto

Cristian Cravinhos, um dos autores do assassinato dos pais de Suzane von Richthofen, foi preso na madrugada desta quarta-feira (18) suspeito de agredir uma mulher e tentar subornar policiais em Sorocaba (SP).

De acordo com a Polícia Militar, a equipe foi acionada para atender uma ocorrência de briga de casal no bairro Trujillo. Quando os policiais chegaram ao local encontraram apenas uma moto.

Os PMs fizeram buscas nas imediações e avistaram o casal que estaria brigando. Segundo a polícia, ao ser abordado, Cristian se apresentou como "um dos irmãos Cravinhos”. Ele ofereceu R$ 1 mil para não ser preso e disse que o irmão, Daniel, viria da capital com mais R$ 2 mil para dar aos policiais.

Ele foi preso em flagrante por corrupção ativa e posse ilegal de arma de fogo. Cristian vai passar por audiência de custódia nesta quarta-feira. A mulher que estava com ele foi liberada.

 
Cristian, Daniel e Suzane von Richtofen, na época em que foram presos, em 2002 (Foto: Reprodução Globo News)Cristian, Daniel e Suzane von Richtofen, na época em que foram presos, em 2002 (Foto: Reprodução Globo News)

 

Regime aberto

Na época do assassinato do casal von Ricthtofen, em 2002, o irmão de Cristian, Daniel Cravinhos, era namorado de Suzane. O trio planejou e assassinou Manfred e Marísia Richthofen na casa da família, na zona sul de São Paulo. Os pais de Suzane eram contra o namoro da filha com Daniel Cravinhos.

Suzane von Richthofen e os irmãos Daniel e Cristian Cravinhos de Paula e Silva foram submetidos a júri popular em 2006. Suzane foi condenada a 39 anos de reclusão em regime fechado e seis meses de detenção no semiaberto, além de multa; Daniel, a 39 anos e seis meses, no mesmo regime da ex-namorada.

Cristian foi condenado a 38 anos e seis meses em regime fechado, mas deixou a penitenciária Doutor José Augusto Salgado, a P2 de Tremembé (SP), em agosto de 2017, após ser autorizado pela Justiça a cumprir o restante de sua pena em regime aberto. A decisão foi da Vara de Execuções Criminais de Taubaté.

Condenado a 39 anos de prisão, Daniel Cravinhos também conseguiu o mesmo benefício em janeiro deste ano, quando deixou a penitenciária em Tremembé (SP) para cumprir o restante da pena em liberdade.

 
Os irmãos Cristian (esq.) e Daniel Cravinhos, em foto de 23 de janeiro de 2006 (Foto: Vidal Cavalcante/Estadão Conteúdo/Arquivo)Os irmãos Cristian (esq.) e Daniel Cravinhos, em foto de 23 de janeiro de 2006 (Foto: Vidal Cavalcante/Estadão Conteúdo/Arquivo)
 
Por Carlos Dias, G1 Sorocaba e Jundiaí - 
- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados