Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Detento que usou máscara de mulher é encontrado morto em cela

Data: / 280 views
Detento que usou máscara de mulher é encontrado morto em cela

Clauvino da Silva, de 42 anos, estava em isolamento após tentar fugir no último sábado (3). Essa foi sua segunda tentativa de fuga da prisão

A Seap (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária) informou na manhã desta terça-feira (6) que um detento foi encontrado morto dentro de sua cela, no presídio de segurança máxima Laércio da Costa Pellegrino, o Bangu 1, em Gericinó, zona oeste do Rio.

De acordo com a secretaria, Clauvino da Silva, de 42 anos, teria se enforcado com um lençol. O detento estava em isolamento após tentar fugir no último sábado (3) com uma máscara com traços femininos.

Clauvino foi parado na saída do presídio de segurança máxima Dr. Serrano Alves, o Bangu 3, também no complexo de Gericinó. A Polícia Civil declarou que a filha do preso confessou participação na tentativa de fuga, cedendo sua carteira de visitação penitenciária ao pai.
 

As investigações do caso apontam que outras sete pessoas podem ter ajudado Clauvino, incluindo uma grávida, que seria a responsável por ter entrado com a máscara em Bangu 3, já que não pode ser submetida ao scanner corporal da penitenciária.

Considerado um preso de alta periculosidade, Clauvino, com atuações no tráfico de drogas em Angra dos Reis, na Costa Verde, acumulava mais de 70 anos de prisão em diversas condenações.

Essa foi sua segunda tentativa de fuga. A primeira, em fevereiro de 2013, envolveu outros 30 detentos que usaram o sistema de esgoto do complexo de Gericinó para escapar, mas não tiveram sucesso.

Em nota, a Seap declarou que o Corpo de Bombeiros foi acionado para a tentativa de resgate de Clauvino e afirmou que uma sindicância será instaurada para apurar sua morte.

- Lucas Ferreira, do R7* com Record TV Rio -   *Estagiário do R7, sob supervisão de Ingrid Alfaya

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados