Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Dia Mundial do Oceano: a importância da conservação marinha para o futuro do planeta

Data: / 158 views
Dia Mundial do Oceano: a importância da conservação marinha para o futuro do planeta

A data, comemorada no dia 8 de junho, é um momento para lembrar da necessidade urgente de proteger os oceanos

Neste dia 8 de junho, em comemoração ao Dia Mundial do Oceano, cientistas, ambientalistas e organizações internacionais se unem para chamar a atenção para a importância dos oceanos e a necessidade urgente de sua conservação. Instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2008, o Dia Mundial do Oceano tem como objetivo aumentar a conscientização sobre os desafios enfrentados pelos ecossistemas marinhos e promover ações para sua proteção.

A Importância dos Oceanos

De acordo com a UNEP, os oceanos cobrem cerca de 71% da superfície terrestre e desempenham um papel crucial na regulação do clima, produção de oxigênio e sustentação de uma vasta biodiversidade. Eles são responsáveis por cerca de 50% do oxigênio que respiramos e absorvem aproximadamente 30% do dióxido de carbono produzido pelas atividades humanas, atuando como um importante regulador climático.

Além disso, os oceanos são fonte de alimento, emprego e lazer para bilhões de pessoas ao redor do mundo. A pesca e o turismo marinho são setores econômicos vitais que dependem de ecossistemas saudáveis. No entanto, a poluição, a sobrepesca e as mudanças climáticas ameaçam seriamente a saúde dos oceanos, segundo a UNESCO.

Desafios e ameaças

A poluição por plásticos é um dos maiores desafios enfrentados pelos oceanos. Segundo um relatório da Ellen MacArthur Foundation, estima-se que até 2050 haverá mais plástico do que peixes nos oceanos, se medidas drásticas não forem tomadas para reduzir o uso de plásticos descartáveis e melhorar a gestão de resíduos, ainda de acordo com a UNEP.

Outro problema crítico é a acidificação dos oceanos, causada pela absorção de dióxido de carbono da atmosfera. Esse fenômeno altera a química da água, prejudicando corais, moluscos e outras formas de vida marinha que dependem de um pH equilibrado para sobreviver. A sobrepesca também é uma grande ameaça, com muitas espécies de peixes sendo exploradas além de seus limites sustentáveis, levando a um declínio drástico em suas populações.

Ações e iniciativas globais

Para enfrentar esses desafios, várias iniciativas globais estão sendo promovidas. A ONU lançou a Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável (2021-2030), com o objetivo de mobilizar a comunidade científica, governos, empresas e cidadãos para desenvolver soluções inovadoras para a conservação marinha.

No Brasil, diversas organizações estão engajadas em projetos de conservação marinha. O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) coordena a criação e gestão de áreas marinhas protegidas, que são essenciais para a preservação da biodiversidade e dos recursos pesqueiros. Além disso, iniciativas como a campanha "Mares Limpos" da ONU Meio Ambiente buscam reduzir a poluição marinha através da conscientização e ações práticas de limpeza de praias e sensibilização da população.

Como contribuir?

Todos podem contribuir para a proteção dos oceanos adotando pequenas mudanças em seu dia a dia. Reduzir o consumo de plásticos descartáveis, participar de limpezas de praias, apoiar políticas de conservação e educar-se sobre a importância dos oceanos são algumas das maneiras pelas quais podemos ajudar a garantir um futuro saudável para os mares.

No Dia Mundial do Oceano, é essencial lembrar que a saúde dos oceanos está intrinsecamente ligada à saúde do nosso planeta. Proteger os oceanos é proteger a vida na Terra.

DIÁRIO DE SÃO PAULO - Vitória Tedeschi Publicado em 08/06/2024, às 09h30

 

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados