Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Em 24 horas, 5 casos de feminicídio são registrados no interior

Data: / 321 views
Em 24 horas, 5 casos de feminicídio são registrados no interior

Em 3 ocorrências, agressor matou a vítima a facadas, enquanto em outra usou pé-de-cabra; idoso estrangulou mulher com meia

Feminicídio. A esmalteira Camila Lourenço tinha 32 anos Foto: Camila Lourenço/Facebook

SOROCABA - Ao menos cinco casos de feminicídio - assassinato de mulheres em razão do gênero feminino - foram registrados entre a noite de domingo, 8, e a tarde desta segunda-feira, 9, no interior de São Paulo. Em três deles, o agressor matou a vítima com golpes de facadas, enquanto em outro usou um pé-de-cabra. Em outra ocorrência, um idoso usou uma meia feminina para estrangular a companheira.

Em Araraquara, a esmalteira Camila Lourenço, de 32 anos, foi assassinada com dez facadas pelo ex-companheiro, de quem havia se separado. O crime aconteceu na casa da mãe do suspeito, um músico de 35 anos.

Camila foi até o local conversar com o ex, quando começaram a discutir e ele pegou uma faca e a atacou. A ex-sogra e uma irmã do suspeito que estavam na casa tentaram intervir, mas também foram feridas pelo agressor. Ele fugiu e não tinha sido preso até o fim da tarde. Conforme a Polícia Civil, não havia registro de brigas entre o casal.

Pitangueiras

Em Pitangueiras, um lavrador de 42 anos atacou sua mulher com golpes de faca, em frente à casa da família, no distrito de Ibitiúva, no final da noite de domingo. Preso com a arma do crime e a roupa suja de sangue, ele alegou que cometeu o crime porque a mulher gritou com ele, o que o lavrador não admitia. Conforme a Polícia Civil, a vítima levou ao menos vinte facadas.

Várzea Paulista

Em Várzea Paulista, nesta segunda-feira, uma mulher de 34 anos foi morta pelo marido com uma facada no pescoço, no Jardim Guarani. O acusado foi preso. Os nomes não foram divulgados. A polícia investiga a motivação do crime. 

Teodoro Sampaio

Na madrugada desta segunda, uma mulher de 32 anos foi assassinada pelo marido, de 34, com golpes de pé-de-cabra, em Teodoro Sampaio, no oeste do Estado. Conforme relato do agressor, eles haviam bebido na casa do casal, na Vila Furlan, e ela confessou uma traição. O homem levou o filho do casal, de 1 ano e 4 meses, à casa da mãe, retornou e usou a ferramenta para matar a companheira. Conforme a Polícia Civil, a Justiça havia dado medida protetiva à mulher por conta de agressões anteriores, mas o casal se reconciliou.

Piraju

No caso que mais chamou a atenção da polícia, um idoso de 81 anos foi preso, na noite deste domingo acusado de estrangular a mulher, de 86 anos, com uma meia feminina, em Piraju. O feminicídio, na casa do casal, na Vila Cantizani, chocou os moradores da cidade, de 30 mil habitantes. O acusado, Vicente Alves de Oliveira, alegou ter matado a mulher, com a qual vivia há quase 60 anos, porque ela o controlava demais. Uma filha do casal acionou a Polícia Militar e o homem foi detido na própria casa.

A vítima, Benedita de Oliveira Ferreira Alves, foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e ainda chegou com vida ao pronto-socorro da cidade, mas teve uma parada cardiorrespiratória e não resistiu. De acordo com o delegado Alberto Bueno Correa Filho, a filha contou que, ao chegar à casa da família, viu o pai ofegante à porta do quarto e achou que tinha acontecido alguma coisa. Ao entrar, viu a mãe estendida sobre a cama com a meia comprimindo a garganta. Ela chamou a polícia e o homem confessou o crime.

Conforme o delegado, o idoso disse que passou a ter desentendimentos frequentes com a mulher porque ela o impedia de sair e ultimamente se implicava quando ele deixava a casa para ir até seu sítio. Na noite do crime, ela teria voltado a reclamar das saídas dele. O homem pegou a meia e estrangulou a mulher, que estava deitada na cama. 

O delegado disse que o agressor parecia um pouco perturbado, mas deu detalhes do crime. "É um fato que choca e provoca pena. Ele é um trabalhador aposentado e fica difícil entender como alguém chega a essa idade e comete uma besteira tão grande", disse.

O idoso permaneceu detido e será apresentado à audiência de custódia no fim da tarde desta segunda-feira. O juiz vai decidir se ele permanece preso ou responderá em liberdade pelo crime de feminicídio.

Outros crimes

Em Registro, no Vale do Ribeira, após uma discussão, o policial militar aposentado Adelmo José dos Santos, de 52 anos, atirou contra a mulher, Cláudia Nobre Santos Silva, de 49, e depois se matou com um tiro na cabeça. Baleada no peito, ela foi levada ao Hospital São João, passou por cirurgia e continuava internada, na tarde desta segunda-feira, em estado grave. A tragédia aconteceu na casa da família, no bairro Jardim Caiçara 2. A filha de 9 anos do casal, que assistiu a tudo, chamou a polícia.

Em Jundiaí, um homem tentou matar sua mulher, mas ela sobreviveu. Edio Pierre Vergara Peres, de 23 anos, deu vários golpes de faca na companheira, uma boliviana de 20 anos. Ela está internada, e o agressor foi preso.

- José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo - Atualizado 09 Abril 2018 | 21h26

 

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados