Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Em desabafo, pai revela por que mantém filha em coleira

Data: / 256 views
Em desabafo, pai revela por que mantém filha em coleira

"Ela é uma criança aventureira e esse acessório já evitou que ela fosse parar numa estrada e também de colocar sua mão numa máquina de sorvete"

Ser pai não é uma tarefa fácil — especialmente no século XXI. Com as publicações nas redes sociais, ficou ainda mais fácil julgar e criticar outros papais e mamães por suas atitudes. E é por isso que o desabafo publicado por um paizão está chamando atenção no Facebook. Compartilhado num blog chamado “Eu Não Faço Ideia do Que Estou Fazendo: O Blog do Papai”, o texto fala sobre as coleiras infantis.

Nós estávamos no mercado. Não há vergonha. Eu coloquei essa criança numa coleira“, diz o começo do desabafo. “Ela é uma criança aventureira e esse acessório já evitou que ela fosse parar numa estrada e também de colocar sua mão numa máquina de sorvete, além de me manter são. A verdadeira dificuldade de ter uma criança aventureira é que você está ferrado se tomar uma atitude, e ainda mais ferrado se não fizer nada“, contou o rapaz numa publicação que já acumula mais de 15 000 curtidas.

Na sequência, o homem fala sobre a dificuldade de ter uma filha aventureira: “Porque a verdade é simples: se eu não tivesse colocado a Aspen numa coleira enquanto estávamos em parques de diversão, zoológicos, um shopping lotado ou um mercado, ela seria aquela criança que seria anunciada pelo megafone. Ela seria aquela criança que aparece centenas de vezes no seu Facebook porque ela apareceu vagando, sozinha, pelo estacionamento de um shopping. Ela poderia ser a criança escalando a jaula de um tigre. Porque eu não consigo, por nada nesse mundo, mantê-la parada. A curiosidade dela é incrível e, para uma passada de apenas 30 centímetros, ela se move mais rápido que um atleta olímpico“.

O paizão então fala sobre o julgamento que recebe por escolher usar o acessório: “E, é claro, eu recebo olhares feios de desconhecidos. Na verdade, eu provavelmente vou receber alguns comentários ao estilo ‘eu sou o pai perfeito e é por isso que você não presta’ nesta publicação. E, para vocês, eu digo isso: ‘Eu estou mantendo essa criança segura enquanto mantenho um pouco da minha sanidade, e isso vale a pena’. Porque a realidade é que ela se acalmará. Ela irá entender como tudo funciona, porque todas as crianças entendem. Mas até esse dia chegar, eu farei o que for possível para mantê-la em segurança, mesmo se isso significa colocá-la numa coleira“. 

Nos comentários, muitos concordaram com o desabafo do rapaz: “Eu costumava julgar quem usava coleiras. Então eu tive filhos. Continue firme!“, comentou um pai no Facebook. “As pessoas que julgam jamais entenderão até terem uma criança que corre, como você descreveu. Pais com crianças espirituosas apenas entendem, não é preciso explicações“, comentou uma mulher.

Alguns, no entanto, se mostraram menos solidários: “Colocar o seu filho numa coleira diz muito sobre o seu conhecimento sobre paternidade, disciplina e valores irreais de segurança e você deveria, sim ser julgado. Uma coisa é certa: não é culpa da criança. A coleira é errada“, opinou um homem. Muitos internautas, no entanto, saíram em defesa dos pais que usam o acessório. As informações são do site Bored Panda.

Redação VEJA São Paulo

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados