Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

'Estranho', diz mulher de agrônomo que sumiu após deixar sinais em lavoura

Data: / 506 views
'Estranho', diz mulher de agrônomo que sumiu após deixar sinais em lavoura

Mulher de Éder Tadeu Maciel da Costa, de 29 anos, disse que não há nenhuma pista do marido há quase duas semanas. Polícia investiga o desaparecimento.

Foto capa) Imagens feitas com drone mostram sinais em lavoura de milheto (Foto: Divino José/Arquivo pessoal)

 

O engenheiro agrônomo Éder Tadeu Maciel da Costa, de 29 anos, está desaparecido desde o dia 5 deste mês, e a polícia não encontrou nenhuma pista do paradeiro dele. A mulher de Éder, Letícia Mendes, que mora em Nova Mutum, a 269 km de Cuiabá, disse que também não conseguiu contato com o marido desde essa data e que o telefone dele está desligado.

A caminhonete de Costa foi encontrada abandonada em uma plantação, em Água Boa, a 736 km de Cuiabá, para onde ele tinha se mudado no mês anterior para trabalhar. Na lavoura, havia marcas feitas com o veículo, como mostram imagens capturadas com um drone.

 

"Não há nenhum sinal dele. Ninguém o viu depois do dia 5. Fazemos um apelo para que quem vê-lo possa avisar a polícia ou nos comunicar", afirmou Letícia.

 

 
O agrônomo Éder Tadeu Maciel, de 29 anos, desapareceu ao sair para trabalhar (Foto: Arquivo Pessoal)O agrônomo Éder Tadeu Maciel, de 29 anos, desapareceu ao sair para trabalhar (Foto: Arquivo Pessoal)
 

Segundo a Polícia Civil, o engenheiro agrônomo teria sido visto pegando carona perto da rodovia MT-158, no entanto, não se sabe com quem Éder estaria. A polícia informou que a suspeita é de que Éder estivesse embriagado no dia em que sumiu.

A mulher do agrônomo afirmou que a família já falou com várias pessoas com quem ele poderia ter mantido contato, mas ninguém o viu e nem sabe onde ele está.

"Ele não entrou em contato com ninguém, e ele também não tinha motivo para simplesmente fugir", disse.

Na semana seguinte ao desaparecimento, a Polícia Civil instaurou inquérito para investigar o desaparecimento. Já ouviu várias pessoas, mas nenhuma delas deu informação que sinalize a localização dele ou o que teria ocorrido depois que o agrônomo deixou a lavoura.

 
- G1 MT - 23/05
- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados