Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Família pede justiça após filho que agrediu mãe de 73 anos ser solto

Data: / 209 views
Família pede justiça após filho que agrediu mãe de 73 anos ser solto

Acusado de agredir a mãe de 73 anos, o desempregado Benedito Martins Sobrinho, de 50 anos, foi liberado pela Justiça após uma audiência de custódia realizada na manhã desta quinta-feira (4) no Fórum de Marília.

Idosa que completou 73 anos nesta quarta-feira é espancada por filho desempregado. (Foto: Divulgação)

A decisão provocou revolta na família e motivou o irmão, Paulo Roberto Martins, 36, a denunciar o caso para o Marília Notícia por insegurança de novas agressões de Benedito Sobrinho.

Para Paulo Martins, a decisão do Fórum de Marília é inadmissível e a inadimplência da Justiça compromete a segurança de sua mãe, que completou 73 anos ontem.

“Foi um flagrante. Meu irmão chegou em casa bêbado e agrediu minha mãe com socos. A polícia fez a prisão em flagrante, mas ele foi liberado na audiência de custódia. A gente ficou surpreso quando ele apareceu novamente aqui em casa. Estamos desesperados. Hoje é aniversário dela e ela não quer sair do quarto”, relata.

Conforme Paulo Martins, o irmão é alcoólatra e outros casos de agressão e violência doméstica já foram registrados na família.

“Não é a primeira vez que ele agrediu minha mãe. A gente não pode esperar uma tragédia. O judiciário não podia ter colocado ele em liberdade. Minha mãe foi espancada. Ela tem catarata e os ferimentos podem prejudicar ainda mais sua visão. Não sabemos a real gravidade dos ferimentos”, desabafou.

Benedito Sobrinho teve a liberdade provisória concedida pela Justiça, que impôs medidas restritivas. Ele terá de ficar pelo menos 500 metros longe da mãe ou da residência da família, caso contrário, será novamente preso pela polícia.

“Esperamos que alguma providência seja tomada. Não é possível que a Lei Maria da Penha não seja cumprida. Não podemos aguardar pelo pior”, finaliza Martins.

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

MARÍLIA NOTÍCIA - 04 de outubro de 2018 - por 

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados