Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Furacão Irma devastou Florida Keys, afirma governador

Data: / 63 views
Furacão Irma devastou Florida Keys, afirma governador

Casa Branca diz que moradores podem demorar semanas para poder voltar para as ilhas

MIAMI — O furacão Irma, rebaixado para tempestade tropical, deixou uma grande devastação nas Florida Keys, arquipélago no Sul da Flórida, afirmou nesta segunda-feira o governador Rick Scott após sobrevoar a zona. A região foi afetada desde a manhã de domingo pelos fortes ventos de mais de 200 km/h provocados pelo fenômeno natural. O furacão chegou aos Estados Unidos na categoria 4, de um máximo de 5, sobre o recife de ilhas que se extendem 180 km ao sul do estado e estão conectadas por 42 pontes sobre o mar.

— Há devastação. Só espero que todos tenham sobrevivido, o que vimos foi horrível. Há muito dano — contou Scott.

O acesso às Florida Keys estava fechado, enquanto as autoridades limpam escombros, árvores e areia das pontes. O condado de Monroe, onde estão as Florida Keys, informou que as pontes não foram derrubadas, mas sofreram danos. As ilhas estão sob evacuação obrigatória, mas aparentemente cerca de 10 mil pessoas se recusaram a deixar o local, segundo disse Bryan Koon, diretor do escritório de gerenciamento de emergências da Flórida, ao "Miami Herald".

Os moradores das Florida Keys que obedeceram as ordens de evacuação ainda não puderam voltar para suas casas nesta segunda-feira. Na Casa Branca, o conselheiro de Segurança Interna, Tom Bossert, afirmou que poderia levar semanas para que os habitantes do arquipélago pudessem retornar aos seu lares. Os residentes somente poderão ir às ilhas após as autoridades inspecionarem as pontes para ter certeza que estão seguras.

O detetive da polícia do condado de Miami-Dade, Alvaro Zabaleta, pediu aos moradores das Florida Keys para continuarem em abrigos enquanto as autoridades tentar restabelecer o fornecimento de luz, água e serviço médico.

— Vimos muitos botes arrastados terra adentro e vimos que praticamente todos os estacionamentos de trailers estavam destruídos — afirmou o governador Rick Scott.

 

LEIA MAIS: Veja onde está o furacão Irma neste momento

Em fenômeno raro, Irma faz águas 'sumirem' em Bahamas e Flórida

Bilionário Richard Branson mostra resort destruído em ilha particular

Emily Copeland, relações públicas de 33 anos, passa os finais de semana em seu trailer na ilha Islamorada e afirmou que seu lar ficou totalmente destruído, de acordo com as fotos enviadas a ela pelos outros residentes que não saíram do lugar.

— Alguns trailers estão definitivamente destruídos, são um monte de escombros — disse. — É horrível porque é uma comunidade muito especial e tomará muito tempo para reconstruí-la, estamos todos muito mal.

As Florida Keys são um destino turístico popular, atraindo milhões de visitantes a cada ano para pescar, mergulhar e andar de barco. Na última ilha do arquipélago, Key West — também chamada de Cayo Hueso, o escritor Ernest Hemingway tinha uma casa por mais de uma década. O popular destino turístico se salvou do furor do furacão, assim como o famoso gato de seis dedos que o habita, segundo relatos da imprensa local.

 

AVANÇO PELA FLÓRIDA

Após sua passagem violenta pelo Caribe, o furacão Irma avança pela Flórida, onde provocou evacuações maciças e deixou 6,2 milhões de pessoas sem eletricidade. Em Cuba, a apenas 150 quilômetros do estado americano, o balanço era mais grave: pelo menos dez pessoas morreram eletrocutadas, afogadas ou vítimas da queda de prédios, segundo autoridades, que ainda alertaram sobre estragos severos de infraestrutura e inundações.

Com isso uma morte relacionada ao Irma na Geórgia, subiu para 41 o número de mortos, somando as 27 mortes relatadas no Caribe em territórios de França, Holanda, Reino Unido e Estados Unidos, assim como Barbuda. Outros três morreram em acidentes de trânsito provocados pelo furacão na Flórida.

O Irma avança em direção ao norte-noroeste da Flórida e continua a registrar chuvas intensas e ventos de 100 km/h. Meteorologistas alertam para rajadas com força de furacão. Segundo os prognósticos, o olho do furacão vai se aproximar do sudoeste da Geórgia na tarde de segunda-feira e vai continuar para o Alabama na terça, quando se espera que seja degradado para depressão tropical.

"Permaneçam dentro de casa, permaneçam seguros", tuitou o governador do estado, Rick Scott, ao alertar sobre possíveis marés de tempestade e inundações nas zonas costeiras, especialmente nas áreas do sul e do centro do estado, inclusive a populosa região de Tampa.

por O Globo / Agências internacionais - 
 
- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados