Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Governo quer dar vacina do HPV a milhões de adolescentes. Quem deve tomar

Data: / 88 views
Governo quer dar vacina do HPV a milhões de adolescentes. Quem deve tomar

O Ministério da Saúde iniciou uma campanha para impulsionar essa vacinação, que serve para evitar o câncer. Veja a idade ideal para receber as doses

O Ministério da Saúde iniciou uma campanha publicitária para impulsionar a vacinação de adolescentes contra o HPV. A ideia é alcançar 20,6 milhões de meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos. Eles devem ir aos postos de saúde para se imunizar pela primeira vez ou tomar a segunda dose da vacina e completar a proteção contra esse vírus, que causa câncer.

HPV é sexualmente transmissível e infecta mucosas da boca ou das áreas genital e anal. Ele provoca verrugas e diferentes tipos de tumores em homens e mulheres (de cólo do útero, ânus, pênis, vagina, orofaringe). Segundo o ministério, cerca de 30% dos tumores provocados por vírus no mundo são causados pelo HPV.

Para essa etapa da campanha, foram investidos R$ 567 milhões para adquirir 14 milhões de vacinas. Na etapa anterior, mais de 63% das meninas de 9 a 14 anos foram imunizadas com a primeira dose e 41% receberam a segunda. No caso dos meninos, cerca de 2,6 milhões tomaram a primeira injeção (35,7% do público-alvo), e 911 mil (13%), a segunda. São números bem baixos, principalmente se considerarmos que se trata de uma vacina que evita o câncer.

A campanha deste ano tem como tema “Não perca a nova temporada de vacinação contra o HPV” e será veiculada até o dia 28 de setembro. As escolas, por exemplo, receberão material informativo para que professores, alunos e familiares possam debater os estragos desse vírus e os benefícios da imunização.

No Brasil, estima-se que a prevalência do HPV é de 54%. Mais de 37% dos infectados apresentam subtipos de alto risco para câncer, de acordo com pesquisa preliminar feita pelo Ministério da Saúde, em conjunto com universidades e secretarias de saúde das capitais. Os resultados finais do estudo serão divulgados até o fim do ano.

Quantas doses da vacina contra o HPV são necessárias?

O Ministério da Saúde alerta que, na juventude, a cobertura contra esse vírus só está completa com as duas doses. O intervalo entre a primeira e a segunda é de seis meses. Para adultos, recomendam-se três doses – mas os mais velhos não têm direito à vacina pelo SUS.

A vacinação reduz significativamente da incidência do HPV. Basta ver o caso dos Estados Unidos, que reduziram em 88% as taxas de infeção oral pelo vírus graças à imunização.

É importante destacar que a vacina não é eficaz para tratamento de infecções ou lesões por HPV existentes. Daí porque é bom aplicá-la antes do início da vida sexual. Por outro lado, os imunizantes protegem contra mais de um subtipo do vírus – logo, mesmo quem já sofreu com uma versão dele pode usar a vacina para se proteger de outras.

- Revista SAÚDE -  Conteúdo adaptado da Agência Brasil.

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados