Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Homem é condenado a 38 anos de prisão após trancar casa, atear fogo e matar esposa e filha

Data: / 193 views
Homem é condenado a 38 anos de prisão após trancar casa, atear fogo e matar esposa e filha

Danilo dos Santos Costa foi condenado por duplo homicídio triplamente qualificado. Crime aconteceu em Assis em 2017

Quarta-feira, 17, foi realizado o julgamento do homem acusado de matar a esposa e a filha durante um incêndio, em Assis. 

Danilo dos Santos Costa, de 30 anos, foi sentenciado a 38 anos de prisão em regime fechado, após o júri decidir que ele era culpado das acusações de homicídio duplamente qualificado. 

O crime ocorreu na madrugada do dia 21 de janeiro de 2017, quando Danilo foi detido suspeito de atear fogo na residência onde morava, na Rua Cardoso de Melo, na Vila Glória. No imóvel estava a esposa do acusado, Franciane Andrade Soares, a sogra, além de quatro crianças. 

A filha mais nova do casal, Maria Eduarda Andrade dos Santos, de 1 ano e meio, foi atingida pelo fogo e não resistiu aos ferimentos. Ela faleceu ainda no local e foi encontrada pelos bombeiros após o incêndio ser apagado. A bebê morreu carbonizada ao lado da cama da mãe. Já a esposa chegou a ser socorrida, mas também não resistiu e faleceu no dia seguinte ao crime. 

A sogra de Danilo e os outros três filhos conseguiram escapar do incêndio após vizinhos arrombarem a porta, que estava trancada pelo lado de fora. Eles não tiveram ferimentos graves. 

O acusado foi preso em flagrante na época, já que foi encontrado sentado na porta de casa durante o incêndio sem qualquer reação. Desde então, ele aguardava o julgamento na Penitenciária de Assis. 

Na época, a equipe do AssisCity conversou com o acusado, que negou o crime e chegou a responsabilizar a sogra. 

Após investigações da Polícia Civil, que ouviu diversas testemunhas, ficou provado que Danilo era o responsável pelo incêndio e que, como a porta estava trancada pelo lado de fora, ele acabou dificultando a saída das vítimas. 

Na ocasião do incêndio, a equipe do AssisCity também conversou com o delegado Luiz Antônio Ramão, que na época já acreditava que Danilo era culpado. 

"O que nós estamos apurando é que a casa estava trancada por fora com cadeado e ele assistia a tudo sem nenhuma reação, não arrombou ou estourou a porta para que saíssem os que dentro da casa se encontravam. Isso aliado ao depoimento da testemunha faz com que nós nos convençamos de que ele foi o autor desse incêndio", explicou o delegado Luiz Antônio Ramão na época do crime. 

A defesa do acusado foi feita pelo advogado João Carlos Merlim, enquanto a acusação ficou a cargo do promotor de justiça Lucas Travain. O juiz do caso foi Thiago Baldani. 

 
Danilo dos Santos Costa foi condenado a 38 anos de prisão 

 
Franciane Andrade Soares chegou a ser socorrida, mas não resistiu 

 
Maria Eduarda Andrade dos Santos foi encontrada carbonizada ao lado da cama da mãe 


Imóvel teve perda total após incêndio


Vizinhança ficou chocada com a ocorrência


Redação AssisCity/ Fotos: Divulgação

 

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados