Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

“Homem nunca pariu”, diz deputado ao criticar proposta de reforma da Previdência

Data: / 208 views
“Homem nunca pariu”, diz deputado ao criticar proposta de reforma da Previdência

Em audiência, Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) defendeu diferenciação no tempo de contribuição de homens e mulheres

O deputado federal Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) provocou risos de uma plateia de advogados ao defender a manutenção da diferenciação entre homens e mulheres no regime previdenciário. “A mulher tem dupla jornada. O homem, que nunca pariu, não sabe o que é [ter um] filho.” Ele participou de uma  audiência pública promovida pela seção paulista da Ordem dos Advogados do Brasil.  Ao lado do parlamentar, o assessor especial da Casa Civil, Bruno Leal, ouvia passivamente o discurso.

Na proposta do governo, a sugestão de idade mínima para a aposentadoria, de 65 anos, vale  tanto para homens como para mulheres. Atualmente, para receber o benefício integral, é preciso atingir a fórmula 85 (mulheres) e 95 (homens), que é a soma da idade mais o tempo de contribuição.

Na sequência, Sá foi ovacionado ao refutar o uso do exemplo do Rio de Janeiro para justificar a reforma. “O exemplo do Rio não serve para ninguém. Lá, é a quadrilha do Sérgio Cabral [ex-governador] que é culpada por tudo o que aconteceu lá, e não a Previdência.” Em outro momento, foi mais uma vez aplaudido: “Vão repetir o mensalão agora. Já está todo mundo acertado”, afirmou, sobre a discussão da reforma no Congresso Nacional. “O problema do Brasil está no pagamento de juros. É uma reforma eminentemente financeira, que vende a ilusão de que será a solução de todos os problemas”, acrescentou. 

A EXPRESSO, Bruno Leal, porta-voz do governo, saiu em defesa da proposta. “A idade mínima não foi criada de maneira aleatória. Foi baseada em vários estudos que visam o equilíbrio do sistema [previdenciário]”, afirmou. “Obviamente que tudo pode acontecer, a discussão está aberta, mas creio que não deve mudar. A proposta como foi feita é absolutamente razoável e necessária para que tenhamos uma Previdência saudável.” 

Segundo informações do Ministério da Fazenda, divulgadas hoje, o rombo da Previdência em 2016 somou R$ 150 bilhões, um aumento de 75% sobre o visto em 2015 e um recorde histórico.

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados