Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Homem que rasgou notas de carnaval é preso por suspeita de integrar quadrilha que ataca bancos em SP

Data: / 110 views
Homem que rasgou notas de carnaval é preso por suspeita de integrar quadrilha que ataca bancos em SP

Segundo a polícia, Tiago Tadeu Faria era conhecido por 'Gianechini' e teria participado de madrugada de terror em Botucatu, no interior do estado, em julho.

Tiago Tadeu Faria foi preso nesta sexta-feira em SP — Foto: Reprodução/TV Globo

 

Policiais de delegacia de Roubos a Bancos prenderam na noite desta sexta-feira (11), na Zona Norte de São Paulo, Tiago Tadeu Faria, conhecido por “Gianechini”. Ele é o ex-integrante da escola de Samba Império de Casa Verde que invadiu a apuração e rasgou as notas dos jurados no carnaval de 2012.

O delegado que participou da investigação disse que Tiago era um dos líderes da quadrilha e é suspeito de participar de ataques a bancos no interior de São Paulo.

"E atuava no núcleo principal, ele participava do planejamento. sem dúvidas nenhuma é a principal quadrilha em atividade, já há alguns anos. A grande maioria dos membros está identificada, foram detidos, estão sendo presos ou foram presos. E, sem dúvida nenhuma, a prisão desse indivíduo vai fazer um grande estrago na estrutura da organização criminosa", disse o delegado.

Tiago Tadeu Faria é suspeito de participar de roubos a bancos em SP — Foto: Reprodução/TV Globo

Tiago Tadeu Faria é suspeito de participar de roubos a bancos em SP — Foto: Reprodução/TV Globo 

De acordo com a polícia, ele teria atacado com explosivos agências do Banco do Brasil (BB) em Ourinhos e Botucatu, também é suspeito de atacar o BB no Rio Grande do Norte em 2017 e de explodir uma agência da Caixa Econômica Federal (CEF) em 2018.

Em junho, a polícia apreendeu cerca de 200 quilos de explosivos no bairro da Casa Verde, num endereço mantido por Tiago.

Tiago foi levado para o prédio do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

- Por G1 — São Paulo - 

 
- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados