Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Índios da reserva Araribá em Avaí reclamam da falta de médico e dentista

Data: / 428 views
Índios da reserva Araribá em Avaí reclamam da falta de médico e dentista

Eles estão sem atendimento há uma semana. Ministério da Saúde informou que os índios pediram a troca dos profissionais

Os índios da reserva Araribá, em Avaí (SP), estão há mais de uma semana sem atendimento de médico e de dentista. Eles reclamam que os profissionais que atendiam as aldeias foram transferidos e eles ficaram sem atendimento. “Precisa de um remédio, mas não tem como sem médico, sem dentista. Fica difícil”, diz o indígena Gesolino José César.

Os índios da aldeia Ekeruá contam que o serviço de saúde era prestado na aldeia vizinha duas vezes por semana. Eles explicam ainda que um projeto de 2002 previa a construção de uma unidade de saúde na aldeia, mas até agora, a ideia não saiu do papel.

O Ministério da Saúde informou que os índios pediram a troca do médico e da dentista e que o processo de contratação está em andamento.

Para improvisar o atendimento, uma casa foi transformada em um pequeno ambulatório. Mas ele não oferece nenhum recurso para quem esteja com algum problema de saúde. Os prontuários ficam na mesa e os equipamentos são improvisados. Uma técnica em enfermagem indígena fica à disposição, mas não é o suficiente.

As mães contam que a dentista fazia a prevenção às cáries na escola da reserva. Além disso, as crianças que precisavam, receberam aparelhos corretivos nos dentes. Agora, o atendimento está interrompido. “Um dos meus filhos era para ser beneficiado. Hoje mesmo ele está com dor e onde vai ser atendido? E o dinheiro para pagar essa dentista? Então estamos precisando com urgência”, afirma Zélia Luiz.

Para compensar a falta do médico e da dentista, os índios estão usando um carro do governo federal para fazer o transporte dos pacientes até unidades de saúde de cidades da região. “Tem os idosos, tem as crianças e a doença não hora. Com essa falta de médico é para não passar necessidade”, explica o cacique Jasone Camilo. (G1 Bauru e Marília)

Índios da reserva Araribá em Avaí reclamam da falta de médico e dentistaCacique diz que carro está sendo usado para levar urgências para hospitais (Foto: Giuliano Tamura/TV TEM

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados