Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Jovem dá à luz horas após ter casa destruída pela chuva em Marília

Data: / 627 views
Jovem dá à luz horas após ter casa destruída pela chuva em Marília

Por sorte, ela não estava no imóvel quando a tempestade atingiu a cidade. Família perdeu parte dos móveis e pertences, inclusive o enxoval do recém-nascido

Foto - Às vésperas do parto, grávida teve casa destruída por temporal (Foto: Reprodução / TV TEM)

Os moradores e autoridades de Marília (SP) ainda contabilizam, nesta segunda-feira (21), os prejuízos causados pela tempestade que atingiu a cidade neste domingo (20). Para a família da jovem Naiara Cardoso, a situação foi ainda mais preocupante. Às vésperas de entrar em trabalho de parto, Naiara teve a casa destruída pelo temporal, perdeu os móveis e tudo o que iria ser utilizado para o bebê. Por sorte, ela não estava em casa no momento do vendaval.

A residência fica no bairro Tóffoli, na zona sul da cidade, uma das áreas mais afetadas. Foram 15 minutos de ventos fortes, que passaram dos 80 quilômetros por hora, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia.

 
 
Temporal em Marília provoca estragos e deixa desabrigadosTemporal em Marília provoca estragos e deixa desabrigados

O padrasto de Naiara, Célio Cardoso, conta que a jovem estava na casa de familiares no momento do temporal. A enteada foi hospitalizada durante a noite e a criança nasceu na madrugada desta segunda-feira (21). Contudo, a mãe da recém-nascida Sofia vai precisar ainda da casa de familiares para acolher a bebê.

 

"Deus colocou as mãos, pois poderia ter acontecido algo pior. Recomeçar, agora né? As coisas materiais podemos conquistar novamente. O importante é a vida dela e da menina, que Graças a Deus estão bem."

 

 
Célio contabiliza os estragos na sua casa e na residência da enteada em Marília (Foto: Reprosução / TV TEM)Célio contabiliza os estragos na sua casa e na residência da enteada em Marília (Foto: Reprosução / TV TEM)
 
Sofia nasceu nesta madrugada e familiares devem abrigar o bebê a e a mãe após tempestade destruir a casa onde viveriam na zona sul de Marília  (Foto: Reprodução / TV TEM )Sofia nasceu nesta madrugada e familiares devem abrigar o bebê a e a mãe após tempestade destruir a casa onde viveriam na zona sul de Marília (Foto: Reprodução / TV TEM )

Situação parecida enfrenta a dona de casa Jaqueline Vieira. Grávida de 9 meses, a moradora do Parque das Azaléias não sabe o que vai fazer por conta dos prejuízos, bem nos últimos momentos da gestação.

 

"De repente a chuva veio e levou tudo. Eu tive que sair correndo e não deu para salvar o berço da minha filha. A casa da minha prima ficou destruída também. Eu tô grávida de nove meses, só estou esperando a hora", conta Jaqueline.

 

 
Gestante, Jaqueline perdeu objetos e móveis que seriam utilizados para receber a filha depois do nascimento (Foto: Reprodução / TV TEM)Gestante, Jaqueline perdeu objetos e móveis que seriam utilizados para receber a filha depois do nascimento (Foto: Reprodução / TV TEM)

 

Estragos

Famílias também ficaram desabrigadas nos bairros Nova Marília, Acapulco e Vila Real. Em outras partes da cidade, a força do vento destelhou a cobertura de um auditório no campus de uma universidade, o teto de um posto de gasolina fechado para reformas, além de 37 árvores destruídas e dois postes de energia.

Segundo a CPFL, empresa responsável pelo fornecimento de energia elétrica na cidade, a chuva destelhou casas derrubou árvores causando interrupção no fornecimento de energia para 480 clientes.

"Equipes foram deslocadas para recuperar a rede elétrica, que teve vários cabos partidos, pela ação de quedas de árvores, galhos e objetos lançados contra a rede", informou a empresa.

A Defesa Civil contabilizou até agora 45 casas afetadas pela tempestade, pelo menos 130 pessoas foram afetadas e 25 estão desabrigadas.

 

Solidariedade

Dez famílias foram acolhidas em um Ginásio de Esportes e outras prefiriram ficar alocadas em casas de parentes de amigos.

A prefeitura iniciou uma campanha para arrecadar roupas, enxoval, fraldas, alimentos não-perecíveis e materiais de construção para as pessoas afetadas.

 
Famílias desabrigadas por conta do temporal estão abrigadas em Ginásio (Foto: Reprodução / TV TEM)Famílias desabrigadas por conta do temporal estão abrigadas em Ginásio (Foto: Reprodução / TV TEM)

Os interessados podem entregar as doações no Centro de Referência de Assistência Social (Cras), na Rua Sebastião Mazali, no Jardim Teotonio Vilela ou na Secretaria de Assistência Social, localizada na Avenida Santo Antônio, 721, no Centro.

Por G1 Bauru e Marília -  

 
- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados