Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Medalhas na natação e ouro inédito do atletismo marcam dia do Brasil

Data: / 45 views
Medalhas na natação e ouro inédito do atletismo marcam dia do Brasil

Nadadores brasileiros garantem seis medalhas na noite da quarta-feira (7) de Jogos Pan-Americanos; no arremesso de peso, Darlan Romani faz história

Darlan Romani conquistou uma medalha de ouro histórica no atletismo - Washington Alves/COB

A quarta-feira (7) do Brasil nos Jogos Pan-Americanos Lima 2019 teve mais seis medalhas na natação e um ouro histórico do arremessador Darlan Romani no atletismo.

Outro destaque ficou para a final disputadíssima no individual masculino do tênis de mesa, vencida por 4 sets a 3 por Hugo Calderano diante do o dominicano Jiaji Wu. A vitória garantiu o lugar mais alto do pódio e uma vaga olímpica a Calderano.

Veja os destaques do Brasil na quarta-feira (7) do Pan:

Dia de história no atletismo brasileiro

O atletismo teve um dia histórico nos Jogos Pan-Americanos. Darlan Romani ganhou o primeiro ouro da modalidade em Lima. Na prova do arremesso de peso veio o primeiro lugar e o recorde da competição. O catarinense conseguiu a marca de 22m07. 

Nos 100m feminino, Vitória Rosa conquistou o bronze. A medalha é a terceira do Brasil na história do Pan. Até 2019, o país tinha dois ouros, um em 83 com Esmeralda Jesus; e o outro com Rosangela Santos, em 2011.

Entre os homens a última medalha nos 100 m rasos foi o bronze de Claudinei Quirino, em 1999. 20 anos depois, Paulo André, de 21 anos, conquistou a prata.

Na natação, brasileiros faturam seis medalhas

O Brasil chegou ao pódio mais seis vezes na natação, com um ouro (Fernando Scheffer, nos 200 m estilo livre), duas pratas (Breno Correia, nos 200 m estilo livre, e equipe de revezamento 4x100 m livre misto) e três bronzes (Larissa Oliveira, nos 200 m estilo livre; Vinicius Lanza, nos 100 m borboleta; e Leo de Deus, nos 200 m costas). 

O principal destaque foi a dobradinha de Fernando Scheffer e Breno Correia na prova dos 200 m livre, com tempos de 1min46s68 e 1min47s47, respectivamente. 

Mais duas medelhas para o Brasil no tênis de mesa

O tênis de mesa brasileiro conquistou mais dois pódios aqui no Peru. O primeiro foi o bronze com Bruna Takahashi no individual. O destaque foi para o ouro de Hugo Calderano entre os homens. Em jogo difícil contra o dominicano Jiaji Wu, o brasileiro mostrou por que ele está entre os melhores do mundo. 
 
Ouro e vaga para Tóquio 2020

A equipe de hipismo do Brasil, formada por por Eduardo Menezes, Pedro Veniss, Rodrigo Lambre e Marlon Zanotelli, sai de Lima no Peru com o primeiro lugar no pódio na prova de saltos e com a vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio garantida. 

Prata no contrarrelógio

No ciclismo de estrada o brasileiro Magno Nazareth conseguiu a medalha de prata na prova contrarrelógio. Ele volta a competir no próximo sábado (10), ao lado de Rodrigo Nascimento.

Medalha na esgrima

Nathalie Moellhausen, esgrimista campeã do mundo, perdeu para a norte-americana Katherine Holmes nas semifinais da categoria espada feminina e ficou com o bronze. 

Boa estreia do vôlei feminino

As meninas do vôlei brasileiro estrearam contra Porto Rico e venceram facilmente. Foram 3 sets a 0, em 1h30 de jogo. Lima vai ser o último Pan do técnico Zé Roberto Guimarães.

- Alexandre Garcia, Carla Canteras, e Guilherme Padin, do R7, em Lima, no Peru - 

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados