Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Médicos de concessionária realizam parto de mulher em rodovia da região de Marília

Data: / 145 views
Médicos de concessionária realizam parto de mulher em rodovia da região de Marília

Procedimento foi realizado no Serviço de Atendimento ao Usuário porque não deu tempo de chegar até a maternidade em Marília.

A equipe médica da concessionária que administra a Rodovia SP-333 realizou um parto de emergência na região de Marília (SP). O procedimento foi realizado na unidade de Serviço de Atendimento ao Usuário no trecho entre os municípios de Florínea e Borborema no último dia 27, mas a ocorrência só foi divulgada nesta quarta-feira (7).

Kássia de Oliveira seguia de Guarantã para o hospital Gota de Leite, em Marília, onde seria atendida. Ela procurou o hospital da cidade depois de começar a sentir fortes dores durante a noite. Lá, a equipe decidiu encaminhá-la para o atendimento especializado do hospital de Marília.

“Durante o dia eu não senti muita dor, mas quando entrei no carro para ir a Marília a dor aumentou bastante”, explica Kássia.

Antes de chegar ao destino, a enfermeira que acompanhava Cássia alertou o motorista da ambulância sobre a possibilidade do parto ocorrer ali mesmo, na estrada.

O motorista decidiu buscar ajuda no serviço de atendimento ao usuário da concessionária. A médica Karina Vilariço que comanda equipe médica que presta serviço a concessionária, a mãe estava bastante calma e a criança já tinha começado a nascer.

 

“Foi um parto muito tranquilo. Nós terminamos de puxar o bebê e cortamos o cordão umbilical. Depois, com ele em minhas mãos, enrolei a criança em uma manta aluminizada, fizemos a aspiração e colocamos o clamp umbilical”, descreve Karina.

 

Todo o procedimento com a criança foi feito dentro da Unidade de Suporte Avançado da Concessionária. A unidade é uma UTI Móvel e possui os equipamentos necessários em situação de emergência até a remoção para o hospital.

“O atendimento médico em uma estrutura adequada para os primeiros atendimentos são muito importantes, pois o bebê pode nascer com muita dificuldade em respirar. Em uma situação de risco maior, poderíamos nos deparar com uma circular de cordão, que é quando o bebê nasce com o cordão umbilical enrolado no pescoço”, explica Karina.

O pequeno Natan Rafael veio ao mundo com 3,585 kg e 50 centímetros. Mãe e filho foram encaminhados posteriormente para o Hospital das Clínicas, de Marília. Eles retornaram na terça-feira, dia 30, para Guarantã.

“Gostei muito do jeito como me atenderam na rodovia, superpreocupados com o nenê”, finaliza a mãe.

 

- Por G1 Bauru e Marília - 

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados