Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Microcâmera é apreendida em vestiário feminino de Viracopos

Data: / 162 views
Microcâmera é apreendida em vestiário feminino de Viracopos

Equipamento estava escondido em um par de botas no vestiário do ambulatório. Suspeito era contratado para atuar como socorrista em terceirizada que atua no terminal de Campinas (SP)

Um bombeiro civil, contratado de uma empresa terceirizada que atua no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), foi indiciado pela Polícia Civil após ser identificado como dono de uma microcâmera que havia sido descoberta por uma colaboradora no vestiário feminino do local.

O equipamento estava escondido em um par de botas, apontado para o chuveiro e o vaso sanitário, e foi apreendido em janeiro deste ano. No aparelho havia fotos de funcionárias e algumas do suspeito, durante a instalação, o que auxiliou na identificação.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) informa que a 4ª Delegacia de Atendimento ao Turista (Deatur) instaurou inquérito policial (IP) que tramita em segredo de justiça.

"O autor foi identificado e formalmente indiciado. Em busca e apreensão foram apreendidos diversos eletrônicos, que foram encaminhados para perícia e, assim que finalizados, os laudos serão anexados ao IP", diz o texto.

O bombeiro irá responder pelo crime de "registro não autorizado da intimidade sexual", previsto no artigo 216-B do Código Penal Brasileiro: "Produzir, fotografar, filmar ou registrar, por qualquer meio, conteúdo com cena de nudez ou ato sexual ou libidinoso de caráter íntimo e privado sem autorização dos participantes"; o crime prevê pena de detenção, de 6 meses a 1 ano, e multa.

Em nota, a Aeroportos Brasil Viracopos, que administra o terminal, destaca que o indiciado "prestava serviços como socorrista contratado por empresa terceirizada prestadora de serviços no ambulatório onde supostamente praticou os atos sob investigação."

"A empresa terceirizada registrou boletim de ocorrência contra o suspeito e a concessionária acompanha o caso e está à disposição das autoridades para colaborar no inquérito, que corre sob segredo de Justiça, segundo informou a Polícia Civil", completa o texto.

- Por G1 Campinas e região - 

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados