Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Motorista preso após acidente na Imigrantes dirigia a 180 km/h, diz delegado

Data: / 588 views
Motorista preso após acidente na Imigrantes dirigia a 180 km/h, diz delegado

Duas mulheres que estavam em Ecosport morreram em acidente grave no km 29 da rodovia. Motorista de um Camaro que estaria disputando racha se entrega à Polícia

O motorista da Mercedes-Benz que bateu em outro carro na Rodovia dos Imigrantes -- e acabou matando duas mulheres, ferindo os maridos delas e as quatro crianças -- dirigia o carro a, pelo menos, 180 km/h, segundo o delegado Rui Diogo da Silva que investiga o caso. A polícia ainda procura outro motorista suspeito de disputar o racha na terça-feira (9) à noite.

Em depoimento à polícia, o empresário André Micheletti afirmou que estava na velocidade limite da via, de 120 km/h, e que foi fechado pelo Ecosport, onde estavam as vítimas. A Justiça decretou a prisão preventiva de Micheletti e ele foi levado para o CDP de São Bernardo do Campo. Tanto ele quanto o motorista da Ecosport, André Gonçalves, estavam com a carteira de habilitação cassada.

 
Mercedes-Benz envolvido no acidente na Rodovia dos Imigrantes é guinchado (Foto: TV Globo/Reprodução)Mercedes-Benz envolvido no acidente na Rodovia dos Imigrantes é guinchado (Foto: TV Globo/Reprodução)
 

Os carros envolvidos no acidente, que estavam em São Bernardo do Campo, foram levados para perícia em São Paulo, onde serão submetidos a uma perícia técnica. A polícia também espera receber imagens das câmeras da concessionária Ecovias, que administra a Rodovia dos Imigrantes, que possam ajudar a esclarecer a dinâmica do acidente.

Para a polícia, não há dúvidas que antes de bater no Ecosport, onde estavam oito pessoas que voltavam do litoral, Micheletti apostava corrida com outro caro.

 
 
Ford Ecosport levava oito pessoas no acidente na Imigrantes; duas morreram (Foto: TV Globo/Reprodução)Ford Ecosport levava oito pessoas no acidente na Imigrantes; duas morreram (Foto: TV Globo/Reprodução)
 

Segundo testemunhas, o motorista da Mercedes-Benz estaria disputando um racha com um Chevrolet Camaro. Segundo a polícia, o Camaro está em nome de uma empresa de Caieiras que pertence ao filho de um policial civil.

O acidente aconteceu no km 29 da Rodovia dos Imigrantes, onde a velocidade máxima é de 120 km/h. No carro atingido estavam quatro adultos e quatro crianças entre um e cinco anos. As mães das crianças, Juliana Gamarra e Vitória Alves Furnaleto morreram.

André Gonçalves, motorista do Ecosport, foi transferido para um hospital particular. Os médicos esperam a coluna desinchar para avaliar as consequências do acidente.

Os três filhos dele também continuam internados. Wesley Bispo, marido de Vitória, teve ferimentos leves. Enzo, de um ano, filho de Wesley Bispo, melhorou e deve receber alta.

Motorista preso após acidente na Imigrantes dirigia a 180 km/h, diz delegado

 

Motorista de Camaro envolvido em acidente na Imigrantes se apresenta à polícia no ABC

O motorista de um Camaro também envolvido no acidente na Rodovia dos Imigrantes na noite desta terça-feira (9) na região de São Bernardo do Campo, no ABC, se apresentou à polícia nesta quinta (11). Duas mulheres que estavam em um Ford Ecosport morreramdepois que o carro foi atingido por uma Mercedes-Benz, saiu da pista e pegou fogo.

Segundo testemunhas, o motorista da Mercedes-Benz estaria disputando um racha com um Chevrolet Camaro. O motorista do Camaro é um policial civil que trabalha na delegacia do Cambuci, no Centro de São Paulo. Ele se apresentou no 3º Distrito Policial de São Bernardo.

A apresentação do investigador foi negociada por um advogado com o delegado responsável pelo caso. Ele prestou depoimento e vai dar detalhes do que aconteceu na estrada na noite de terça-feira. A polícia ainda não informou se ele será indiciado em algum crime.

O motorista da Mercedes-Benz, o empresário André Micheletti, teve a prisão preventiva decretada na quarta (10) após audiência de custódia. Segundo o delegado que investiga o caso, Rui Diogo da Silva, ele dirigia o carro a, pelo menos, 180 km/h.

Em depoimento à polícia, o empresário disse que estava na velocidade limite da via, de 120 km/h, e que foi fechado pelo Ecosport, onde estavam as vítimas. A Justiça decretou a prisão preventiva de Micheletti e ele foi levado para o CDP de São Bernardo do Campo.

Ele vai responder preso por homicídio doloso (com intenção), por ter assumido o risco de matar, além de tentativa de homicídio. Tanto ele quanto o motorista da Ecosport, André Gonçalves, estavam com a habilitação cassada.

 

Racha

Para a polícia, não há dúvidas que antes de bater no Ecosport, onde estavam oito pessoas que voltavam do litoral, Micheletti apostava corrida com outro caro. Em depoimento à polícia, Micheletti disse que estava na velocidade permitida e que foi fechado pelo Ecosport.

“Nem que seja pelo menos uma disputa, uma disputa num curto espaço de tempo mas que teve essa disputa entre os dois veículos entre o Camaro e a Mercedes essa daí realmente nós já estamos convencidos”, disse o delegado Rui Diogo da Silva.

O acidente aconteceu no km 29 da Rodovia dos Imigrantes, onde a velocidade máxima é de 120 km/h. No carro atingido estavam quatro adultos e quatro crianças entre um e cinco anos. As mães das crianças, Juliana Gamarra e Vitória Alves Furnaleto morreram.

Por César Galvão, TV Globo 

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados