Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Mulher de sargento teria planejado assassinato do marido para evitar separação

Data: / 333 views
Mulher de sargento teria planejado assassinato do marido para evitar separação

Vítima de 53 anos foi achada baleada dentro de casa. Mulher de 48 anos teve a prisão temporária decretada; suspeito de ajudar mulher no crime alegou à polícia que ela teria oferecido R$ 45 mil matar marido

Cícero de Camargo tinha 52 anos e foi encontrado morto em casa — Foto: Reprodução/TV TEM

A Polícia Civil acredita que a esposa do sargento aposentado da Polícia Militar Cícero de Carvalho, de 53 anos, achado baleado dentro de casa, planejou matar o marido para evitar a separação. O crime foi em outubro do ano passado no bairro Vila Goyos, em São José do Rio Preto (SP).

“A esposa arquitetou todo o assassinato. A relação dos dois não estava boa e ela não queria que a separação ocorresse porque sairia prejudicada financeiramente”, diz o delegado Wander Solgon.

De acordo com a Polícia Civil, Rita de Cássia da Silva de 48 anos foi presa no dia 8 de abril por entrar em contradição diversas vezes durante depoimento.

Ao investigar as ligações feitas por ela, a polícia descobriu que Edinael Leme, de 38 anos, participou do crime. A prisão temporária dele foi decretada nesta quinta-feira (17).

“Ela entrou em contato com o Edinael para pensar no crime. Os dois estavam na casa do dia do homicídio. O objeto utilizado não foi localizado, mas a suspeita é que eles tenham ocultado o instrumento.”, afirma o delegado.

 
Suspeito de participar da morte de ex-PM acusa mulher da vítima de oferecer R$ 45 mil

Suspeito de participar da morte de ex-PM acusa mulher da vítima de oferecer R$ 45 mil

 

Ainda segundo a polícia, Edinael Leme confessou durante depoimento que conhecia o casal há três anos e que a mulher teria oferecido a ele uma quantia de R$ 45 mil para cometer o crime.

“Não temos como ter certeza absoluta sobre quem desferiu o golpe que matou a vítima. Os dois negam. No entanto, judicialmente, essa questão é irrelevante. Os dois podem pegar de 12 a 20 anos de prisão”, conta o delegado.

Rita de Cássia já está cumprindo prisão temporária no presídio feminino de Nhandeara (SP). Enquanto Edinael Leme segue preso na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Rio Preto.

Depois de cumprirem os 30 dias, o delegado deve pedir a prisão preventiva para que os dois fiquem presos até que o julgamento ser realizado.

 

O crime

Cícero foi encontrado com ferimentos na cabeça dentro da casa dele, no bairro Via Goyos, em Rio Preto, no dia 29 de agosto de 2018. A primeira suspeita era de latrocínio, roubo seguido de morte.

Segundo a polícia, Cícero foi encontrado pela esposa enrolado em um lençol que estava na cama deles.

A vítima foi socorrida e levada ao Hospital de Base com vida, mas não resistiu aos ferimentos.

Para a polícia, a mulher contou que encontrou o marido ensanguentado logo após voltar da farmácia, pois tinha passado mal pouco antes.

Segundo o boletim de ocorrência, ela foi ao hospital, acompanhada da filha de 16 anos.

No caminho de volta, ela teria passado na farmácia e comprou parte dos medicamentos, mas como faltou dinheiro, voltou para casa.

Ainda de acordo com o BO., ao sair do imóvel, ela teria visto dois homens em atitude suspeita na rua e começou a segui-los. Foi quando decidiu voltar para casa e encontrou o marido ferido.

- Por G1 Rio Preto e Araçatuba -  

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados