Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

O filme de Keanu Reeves que Daniel Craig abandonou 3 dias antes do início das filmagens está na Netflix

Data: / 226 views
O filme de Keanu Reeves que Daniel Craig abandonou 3 dias antes do início das filmagens está na Netflix

Os filmes de tribunal mantêm uma aura de mistério, apoiados pela fidelidade de um público que se identifica com esses enredos, seja por afinidade profissional ou pela curiosidade de um dia participar de um julgamento de alto perfil.

“Versões de um Crime” navega com cinismo por esse território, contando com um elenco que ajuda a suavizar suas falhas.

Courtney Hunt, apesar de ser uma diretora com trabalhos esparsos, mostrou talento em produções como “Rio Congelado” (2008), pelo qual Melissa Leo foi indicada ao Oscar. No entanto, Hunt parece ter optado por uma carreira cinematográfica em ritmo lento, dedicando-se mais à televisão. Em “Versões de um Crime”, ela apresenta uma narrativa modesta, mas não consegue evitar os clichês típicos do gênero.

O roteiro de Nicholas Kazan, inspirado na obra de autores renomados como John Grisham, centra-se no advogado Ramsey, interpretado por Keanu Reeves, que defende Mike, filho de velhos amigos, acusado de matar Boone Lassiter, papel de Jim Belushi. Desde o início, o filme estabelece um conflito potencial para várias subtramas, mas Hunt prefere focar na relação familiar: Mike é filho da vítima e de Loretta, vivida por Renée Zellweger, uma mulher que sofreu abusos prolongados, afetando profundamente seu filho.

Mike é encontrado ao lado do cadáver, com impressões digitais na faca do crime e uma confissão inicial seguida de um silêncio obstinado. A diretora utiliza flashbacks para explorar as motivações de Mike, sugerindo um ataque de fúria como a explicação mais plausível. Ramsey, auxiliado por Janelle (Gugu Mbatha-Raw), desenvolve uma teoria sobre o comportamento suspeito das testemunhas, gerando reviravoltas na trama, culminando em um desfecho quase cômico.

“Versões de um Crime” é direcionado a um público familiarizado com a construção dramática jurídica. O desempenho de Gabriel Basso destaca-se, trazendo um toque emocional ao filme, apesar dos clichês jurídicos não exclusivos desta produção. No entanto, Hunt não consegue evitar o desperdício de talentos, resultando em um filme que carece de uma razão convincente para se destacar e se sustentar ao longo de sua narrativa.


Filme: Versões de um Crime
Direção: Courtney Hunt
Ano: 2016
Gêneros: Drama/Thriller
Nota: 7/10

REVISTA BULA - POR FERNANDO MACHADO EM FILMES - 12/06/2024 - 16:49

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados