Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Obra de grafiteiro colore casarão histórico na Avenida Paulista

Data: / 260 views
Obra de grafiteiro colore casarão histórico na Avenida Paulista

Grafiteiro é aplaudido e pichadora presa tem 72 horas para reparar dano

Desocupado desde agosto do ano passado, quando deixou de abrigar uma agência bancária lá instalada há pelo menos dez anos, o casarão estilo suíço localizado no número 1 811 da Avenida Paulista, esquina com a Alameda Ministro Rocha Azevedo, recebeu intervenção do grafiteiro Arlin Cristiano nos últimos dias.

A obra faz parte de uma ação de marketing da marca Nike, segundo o próprio artista anunciou em sua conta no Instagram no último dia 4: “Minha INSTALAÇÃO PARA #NIKE #PIRANOMEUAIR #NIKEAIRMAX #SÃOPAULO #BRASIL #3 d #volumetria #volumetria3d”, escreveu na legenda da foto que mostrou a fachada colorida.

Procurada, a marca informou que haverá um evento de lançamento nesta quarta-feira (8) e daria mais informações em breve.

Os proprietários do endereço, construído por volta de 1890 pelo engenheiro Joaquim Eugênio de Lima, responsável por projetar a Avenida Paulista, pediam até setembro do ano passado 28 000 reais de aluguel por um dia de evento.

Pichação

Maira Machado Frota Pinheiro, de 26 anos, estudante de direito e suplente de vereadora pelo PT, será a primeira pessoa enquadrada na lei antipichação do prefeito João Doria, cuja regulamentação foi publicada no mesmo dia em que ela acabou sendo pega pela Guarda Civil Metropolitana.

Ela precisará pagar multa de pelo menos 5 000 reais, mas pode recorrer. Se reparar os danos ao bem atingido em até 72 horas, a taxa é suspensa.

O caso foi encaminhado para o 8º Distrito Policial, no Brás, e está sendo apurado pela Secretaria de Segurança Pública do Estado.

Maira foi liberada após assinar um termo circunstanciado e irá responder na Justiça por crime ambiental.

Em 2016, tentou a sorte como vereadora pela chapa PT/PDT/PR/PROS. Como obteve apenas 1 294 votos, a petista não se elegeu. De acordo com suas redes sociais, é formada pela USP e estudou no Colégio Humboldt.

No Facebook, a estudante aparece em manifestações contra o presidente Michel Temer e a favor das causas das mulheres.

Obra de grafiteiro colore casarão histórico na Avenida Paulista

Por Redação VEJA São Paulo

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados