Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Polícia aborda picape transportando novilho e prende família suspeita de furtar gado

Data: / 329 views
Polícia aborda picape transportando novilho e prende família suspeita de furtar gado

Seis novilhos da raça nelore foram recuperados após a prisão da quadrilha, em Duartina. Pai, mãe e dois filhos foram indiciados por furto qualificado e associação criminoso.

Casal foi flagrado com um novilho furtado da fazenda em Avaí — Foto: Polícia Rodoviária / Divulgação

Quatro pessoas da mesma família foram presas na noite de quarta-feira (11) suspeitas de furtar gado em Avaí (SP). Com eles, a Polícia Militar e uma equipe do Tático Ostensivo Rodoviário recuperaram seis novilhos da raça Nelore que haviam sido levados de uma fazenda.

Os policiais realizavam patrulhamento de rotina no km 20 da rodovia SP-293, na região de Duartina, quando viram uma picape de pequeno porte trafegando em atitude suspeita. Uma lona cobria um volume não identificado e chamou a atenção da equipe, que decidiu abordar o condutor do veículo.

 
Seis novilhos foram recuperados após a família ser presa em Duartina  — Foto: Polícia Rodoviária / Divulgação

Seis novilhos foram recuperados após a família ser presa em Duartina — Foto: Polícia Rodoviária / Divulgação

 

Durante buscas foi constatado que o veículo transportava um novilho da raça nelore. O motorista estava acompanhado da esposa e quando questionados, eles apresentaram informações desencontradas a respeito da origem e do destino do animal.

O homem acabou confessando que tinha furtado o animal da fazenda onde trabalha. De acordo com ele, este era o sexto animal furtado e os outros cinco haviam sido levados para sua propriedade, que fica em Duartina. A equipe do TOR foi até o local e recuperou os animais.

As investigações indicaram que, além da mulher do condutor, seus dois filhos, de 20 e 23 anos, também estavam envolvidos no esquema do furto. Os quatro eram funcionários da fazenda proprietária do gado e cada um possuía um papel no esquema criminoso.

A família foi encaminhada para a delegacia de Duartina e os quatro foram indiciados por furto qualificado e associação criminosa. Os animais foram devolvidos ao dono.

- Por G1 Bauru e Marília - 

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados