Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Polícia prende suspeitos de envolvimento na morte de jovem que deu carona combinada no WhatsApp

Data: / 1653 views
Polícia prende suspeitos de envolvimento na morte de jovem que deu carona combinada no WhatsApp

Kelly Cristina Cadamuro saiu de Guapiaçu (SP) e iria para Itapagipe (MG). Três suspeitos foram encontrados na Zona Norte de São José do Rio Preto (SP)

Polícia encontrou carro da jovem em estrada rural entre RIo Preto e Mirassol (SP). Ela desapareceu após dar carona para desconhecido (Foto: Cássio Nigro/TV TEM)

A polícia prendeu três suspeitos de envolvimento na morte da radiologista Kelly Cristina Cadamuro, de 22 anos, que desapareceu após dar carona a um homem que conheceu em um grupo de WhatsApp. Os suspeitos foram encontrados em três bairros diferentes da Zona Norte de São José do Rio Preto (SP), na madrugada desta sexta-feira (3).

Polícia prende suspeitos de envolvimento na morte de jovem que deu carona combinada no WhatsAppSegundo a Polícia Civil de Frutal, em Minas Gerais, Jonathan Pereira do Prado, preso que confessou a morte da jovem Kelly Cristina Cadamuro, de 22 anos, após uma carona combinada pelo WhatsApp, estava foragido desde março. Ele não voltou ao Centro de Progressão Penitenciária (CPP), de São José do Rio Preto (SP), depois de ter direito a uma saída temporária.

 

Segundo a Polícia Militar, um dos homens confessou ter entrado no grupo de carona com a intenção de assaltar a vítima, cujo corpo foi encontrado na tarde de quinta-feira (2) em um córrego entre as cidades de Frutal e Itapagipe, em Minas Gerais.

 
Kelly mora em Rio Preto e combinou carona para Minas Gerais (Foto: Reprodução/TV TEM)Kelly mora em Rio Preto e combinou carona para Minas Gerais (Foto: Reprodução/TV TEM)

 

Os três suspeitos foram levados para a central de flagrantes de Rio Preto por volta da 1h da madrugada. Imagens das câmeras de segurança de um pedágio da rodovia que liga os estados de São Paulo e Minas Gerais, ajudaram a polícia a encontrar os suspeitos.

Além do homem que confessou ter entrado no grupo de carona, outro disse que ajudou a matar a jovem, e o terceiro preso comprou os objetos roubados da vítima. Os três têm passagens por roubo.

Jonathan Pereira do Prado, que confessou o latrocínio, estava foragido do Centro de Progressão Penitenciária desde março deste ano.

O corpo de Kelly Cadamuro foi encontrado em um córrego entre as cidades de Frutal e Itapagipe, em Minas Gerais, com sinais de estrangulamento.

Ela sumiu durante uma viagem deRio Preto a Itapagipe, onde mora o namorado. Kelly viajou acompanhada de um rapaz desconhecido que pediu carona em um grupo de caronas no WhatsApp.

Durante a madrugada desta sexta-feira, os suspeitos foram levados para a cidade de Frutal, onde seguem as investigações.

Velório

O corpo da radiologista foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Frutal e encaminhado para uma funerária da cidade após a perícia. Na funerária, a informação era de que o corpo de Kelly seria encaminhado ainda na madrugada desta sexta-feira para o Velório Municipal de Guapiaçu. O horário do enterro não foi informado.

Por G1 Rio Preto e Araçatuba -  

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados