Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Primeiros migrantes de caravana chegam à fronteira México-EUA

Data: / 103 views
Primeiros migrantes de caravana chegam à fronteira México-EUA

Grupo que inclui dezenas de lésbicas, gays e transgêneros afastou-se da principal caravana com migrantes de países da América Central. Tropas americanas estão montando barricadas e cercas de arame.

Migrantes que chegaram à cidade de Tijuana (México) na terça-feira (13) observam patrulha na fronteira americana. Eles fazem parte de uma caravana com milhares de pessoas que tentam entrar nos EUA — Foto: Jorge Duenes/ Reuters

Esse grupo, composto de dezenas de lésbicas, gays e transgêneros, afastou-se da principal caravana com migrantes de países da América Central que segue na direção da fronteira dos Estados Unidos.

A grande caravana saiu em 13 de outubro de San Pedro Sula, em Honduras, e chegou a reunir cerca de 7 mil migrantes. A maior parte deles ainda permanece longe da fronteira, na região de Sinaloa, no oeste do México.

 
Migrantes se reúnem na fronteira entre o México e os Estados Unidos — Foto: Jorge Duenes / ReutersMigrantes se reúnem na fronteira entre o México e os Estados Unidos — Foto: Jorge Duenes / Reuters
 

Esse primeiro grupo a chegar à fronteira fez uma parte do trajeto de ônibus até a região de Playas de Tijuana. De acordo com relato do “Washington Post”, o esforço cotidiano de viajar milhares de quilômetros a pé e pegar carona foi agravado pelo assédio ocasional de outros viajantes.

O hondurenho Erick Dubon, de 23 anos, vinha de San Pedro Sula com o namorado Pedro Nehemias, de 22 anos. Ele relatou ao jornal americano que foram discriminados durante o percurso. “As pessoas não nos deixavam entrar em caminhões, eles nos faziam entrar no fim da fila para tomar banho e nos chamavam de nomes feios ”, declarou.

 
Migrantes caminham perto da fronteira com os EUA, na cidade Playas de Tijuana, no México, na terça-feira (13)  — Foto: Guillermo Arias / AFPMigrantes caminham perto da fronteira com os EUA, na cidade Playas de Tijuana, no México, na terça-feira (13) — Foto: Guillermo Arias / AFP
 
 

Reforço na segurança

A Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA disseram em um comunicado que está fechando quatro faixas nas passagens de fronteira de San Ysidro e Otay Mesa - alguns dos pontos de entrada mais movimentados ao longo da fronteira. Tropas americanas estão montando barricadas e cercas de arame.

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos informou que o secretário James Mattis viajará nesta quarta-feira (14) à fronteira com o México para conhecer o estado das tropas enviadas à região com o objetivo de impedir a entrada ao país de imigrantes ilegais.

Trump acusa os migrantes de protagonizarem uma "invasão" e, para contê-los, determinou o envio de até 9 mil soldados para a fronteira sul.

 

Caravanas

De acordo com o Center for Immigration Studies, a caravana composta principalmente por hondurenhos, que deixou San Pedro Sula, em 13 de outubro, começou a chegar à cidade de La Concha, em Sinaloa, um estado com forte presença do narcotráfico na costa noroeste do Pacífico do México.

 
Migrantes de países da América Central embarcam na terça-feira (13) em caminhão em Ixtlan del Rio, no estado mexicano de Nayarit, para seguir para Escuinapa, em Sinaloa   — Foto: Alfredo Estrella / AFPMigrantes de países da América Central embarcam na terça-feira (13) em caminhão em Ixtlan del Rio, no estado mexicano de Nayarit, para seguir para Escuinapa, em Sinaloa — Foto: Alfredo Estrella / AFP
 

Esse grupo já percorreu 2.500 km a pé ou pedindo carona em caminhões e trens de carga. Neste ponto, protegido por dezenas de policiais, receberam água e comida. Veículos providenciados por um padres chegavam ao local para transportar os migrantes até Sonora, o último estado antes de Tijuana.

Em 31 de outubro, dias depois dessa grande caravana sair de Honduras, uma segunda caravana com mais de mil pessoas, entre adultos, jovens e crianças partiu de El Salvador.

- Por G1 - 

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados