Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Síndrome da Mão-Pé-Boca atinge crianças de Mineiros do Tietê e preocupa pais

Data: / 440 views
Síndrome da Mão-Pé-Boca atinge crianças de Mineiros do Tietê e preocupa pais

Doença provocada por vírus foi diagnosticada em cerca de 120 crianças e até mesmo na única pediatra da cidade. Infecção produz febre e lesões na pele, mas é considerada benigna

Uma doença conhecida como Síndrome da Mão-Pé-Boca está causando preocupação em muitos pais de Mineiros do Tietê (SP) depois que cerca de 120 crianças da cidade apresentaram os sintomas da infecção.

A situação de surto, que começou a cerca de 20 dias, obrigou a prefeitura a suspender as aulas por três dias nas escolas de educação infantil da cidade de cerca de 12 mil habitantes. As aulas foram retomadas na última terça-feira (27).

síndrome da Mão-Pé-Boca é uma infecção causada por vírus que produz lesões na pele, especialmente nas mãos, pés e dentro da boca – daí o nome da doença.

A doença provoca febre alta, é bastante contagiosa e atinge principalmente crianças com menos de 5 anos. No entanto, tem curso benigno e na maioria das vezes sara sozinha em até sete dias.

 
Surto de Mão-Pé-Boca suspende aulas de crianças em Mineiros do TietêSurto de Mão-Pé-Boca suspende aulas de crianças em Mineiros do Tietê

As unidades de saúde de Mineiros do Tietê contam com apenas uma pediatra, que também acabou contaminada depois de atender num único dia a cerca de 40 crianças com os sintomas.

Diante da situação, a própria pediatra orientou a Secretaria de Educação da cidade a suspender as aulas por causa do grande número de crianças com o vírus da doença.

 

“Esse vírus é transmitido através do contato da criança contaminada com outras, por isso a gente orienta os pais e professores a lavar bem os brinquedos com álcool. No caso de aparecerem os sintomas, o certo é levar a criança ao posto de saúde pra gente poder orientar”, diz a médica Mônica Gigliotti.

 Segundo a prefeitura, as escolas de educação infantil e creches receberam sabonetes líquidos e álcool gel para reforçar a higienização, considerado o melhor meio de se evitar o contágio da doença.

 
Síndrome da Mão-Pé-Boca é caracterizada por lesões na pele como bolinhas de água com uma base vermelha (Foto: TV TEM/Reprodução)Síndrome da Mão-Pé-Boca é caracterizada por lesões na pele como bolinhas de água com uma base vermelha (Foto: TV TEM/Reprodução)
 
Por G1 Bauru e Marília -  
- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados