Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Só 16% das cidades contrataram mais do que demitiram em abril

Data: / 74 views
Só 16% das cidades contrataram mais do que demitiram em abril

Capitais brasileiras somaram 36,2% de todas as demissões realizadas no mês, com criação de vagas registrada apenas em Rio Branco (AC)

perda de mais de 860 mil postos de trabalho com carteira assinada no Brasil ao longo de abril fez com que apenas 919 (16,5%) dos 5.570 municípios brasileiros fechassem o mês com um volume maior de contratações do que demissões.

No acumulado dos quatro primeiros meses de 2020, os desligamentos superam as admissões em 3.263 (58,6%) das cidades do País. No período, foram fechados 763.232 postos formais de trabalho, com 4.999.981 contratações e 5.763.213 demissões.

Os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados pelo Ministério da Economia, revelam um impacto real das medidas de isolamento social adotadas em decorrência da pandemia do novo coronavírus no mercado de trabalho formal.

O principal destaque positivo de abril ficou por conta da cidade de Pontal (SP), onde foram realizadas 1.364 contratações e apenas 109 desligamentos no período. Na sequência, aparecem Medeiros Neto (BA), Paracatu (MG), Goianésia (GO) e Matelândia (PR), com saldo de 830, 815, 741 e 657 admissões formais no mês passado.

Em fevereiro, primeiro mês antes da adoção do isolamento social, 60% (3.3447) dos municípios nacionais apresentaram contratações maiores do que as demissões.

Capitais

Os dados do Caged permitem ainda detectar que 36,2% (311.611) de todos os cortes de vagas com carteira assinada de abril ocorreram nas capitais brasileiras, das quais apenas Rio Branco (AC) somou um saldo positivo, com somente duas contratações a mais do que as demissões.

As capitais representam ainda 10 das 11 localidades com mais demissões do que contratações, com destaque negativo para São Paulo (-98.161 postos), Rio de Janeiro (-45.475) e Belo Horizonte (-20.994), todas situadas na região Sudeste.

Na sequência, aparecem Curitiba (PR), Brasília (DF), Fortaleza (CE) e Porto Alegre (RS), onde os desligamentos superaram as admissões e fecharam abril com saldos negativos de 18.359, 15.340, 15.308 e 12.630, respectivamente.

Na outra ponta da lista de desligamentos formais nas capitais, figuram Macapá (SP) e Boa Vista (RR), que tiveram menos de 1.000 demissões a mais do que contratações.

Confira o saldo de vagas nas capitais em abril
Capital      -   Saldo de vagas
  
Rio Branco (AC) 2
Macapá (AP) -765
Boa Vista (RR) -983
Palmas (TO) -1.388
Porto Velho (RO) -1.630
São Luis (MA) -1.982
Aracaju (SE) -2.772
Vitória (ES) -3.195
Cuiabá (MT) -3.346
Maceió (AL) -3.608
João Pessoa (PB) -3.963
Belém (PA) -4.088
Campo Grande (MS) -4.101
Teresina (PI) -4.223
Natal (RN) -4.382
Florianópolis (SC) -6.415
Manaus (AM) -8.075
Goiânia (GO) -9.989
Recife (PE) -10.04
Salvador (BA) -10.401
Porto Alegre (RS) -12.63
Fortaleza (CE) -15.308
Brasília (DF) -15.34
Curitiba (PR) -18.359
Belo Horizonte (MG) -20.994
Rio de Janeiro (RJ) -45.475
São Paulo (SP) -98.161

- Alexandre Garcia, do R7 - 

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados