Viva Marilia | Viva Marília é a simplicidade através de conteúdos que façam a diferença na vida daqueles que dedicam seu precioso tempo para nos ler.

Suspeito de matar professora a facadas em Marília é preso

Data: / 889 views
Suspeito de matar professora a facadas em Marília é preso

Equipe da Polícia Civil foi até Praia Grande para realizar a prisão de Jeferson Carlos da Silva, que era namorada da vítima. Ele estava foragido desde o dia 10 de janeiro e é investigado por feminicídio

O principal suspeito de matar a facadas a professora Elizabeth Aparecida Ribeiro, de 36 anos, em Marília (SP), foi preso na tarde desta quinta-feira (1º) em Praia Grande (SP), no litoral sul do estado.

O crime aconteceu no último dia 10 de janeiro e, desde então, Jeferson Carlos da Silva, de 28 anos, estava foragido e sendo procurado pela Polícia Civil de Marília.

O suspeito deve chegar a Marília nesta sexta-feira (2) para ser ouvido. Jeferson era namorado da vítima e é investigado por feminicídio.

De acordo com a delegada Viviane Boacnin Yoneda Sponchiado, titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), após investigação de quase dois meses uma equipe de policiais civis de Marília foi até a cidade litorânea para fazer a prisão do suspeito.

 

O crime

De acordo com a polícia, a professora de uma escola estadual da cidade morava sozinha em um condomínio de prédios no Jardim Palmital.

No momento do crime, Elizabeth estava com o namorado dentro do apartamento quando os dois discutiram. Segundo a polícia, Jeferson atingiu a namorada com uma faca na região do pescoço. A Polícia Militar precisou arrombar a porta e encontrou a mulher caída, já sem vida.

 
Professora de 36 anos foi morta com facada no pescoço e o namorado é o principal suspeito (Foto: Arquivo pessoal)Professora de 36 anos foi morta com facada no pescoço e o namorado é o principal suspeito (Foto: Arquivo pessoal)
 

Após o crime, o suspeito fugiu numa moto até a casa da mãe dele, que fica na mesma região da cidade. À mãe, ele teria contado o que aconteceu no apartamento e depois fugiu.

Jeferson Carlos da Silva já havia sido denunciado por outra mulher, que registrou boletim de ocorrência por agressão há alguns anos. De acordo com a polícia, Jeferson e Elizabeth viviam juntos há um ano e, até então, não havia situação de violência doméstica registrada.

- Por G1 Bauru e Marília 

- Comente, Compartilhe e Interaja em sua rede social.

Veja Também: Artigos Relacionados